Viajar com o dólar alto

Viajar com o dólar alto

Se você já marcou uma viagem internacional, ou até mesmo estava pensando em viajar, mas está com receio de extrapolar o orçamento devido à alta do dólar, que tal saber mais informações sobre esse contexto econômico? Quais são algumas das alternativas para você baratear sua viagem?

Essas informações são imprescindíveis para que você tome decisões adequadas e que caibam em seu orçamento. O importante é se lembrar de que, mesmo com dólar alto, é possível viajar e se divertir no exterior. Entenda melhor como colocar isso em prática, por meio de nossas informações:

**

Faça umapesquisa de cotações

Caso você ainda não tenha comprado dólar, ou mesmo esteja planejando utilizar o cartão de crédito para realizar suas compras, é importante fazer uma pesquisa prévia de cotações da moeda estrangeira. O valor do dólar varia de acordo com sua oferta e procura ao longo do dia. Ou seja, quanto maior a procura, maior será seu preço. Por isso a moeda também sobe nos períodos de férias e alta temporada. É possível pesquisar em sites como o UOL Economia a cotação minuto a minuto do dólar turismo. Assim, você acompanha as flutuações da cotação e tem mais informações para planejar melhor sua compra.

Saiba quais impostos incidem sobre cada forma de pagamento

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) incide sobre qualquer operação que envolva a compra e venda de moeda estrangeira. Até ano passado, o valor da alíquota era menor, de 0,38% para compras em cartão de crédito e de moeda em espécie. Hoje em dia, no entanto, a alíquota é em geral 6,38%, inclusive para as compras feitas por meio de cartão de crédito no exterior. A vantagem ainda é a compra de dinheiro em espécie, cuja alíquota permanece em 0,38%.

Busque destinos alternativos

Como forma de contornar a recente alta do dólar, muitas pessoas têm buscado destinos alternativos. Isso não significa, necessariamente, uma procura maior por destinos nacionais, já que muitas vezes eles são mais caros do que os estrangeiros, como é o caso de muitas praias do Nordeste. Na verdade, é possível encontrar destinos baratos até mesmo no exterior, como países na América Latina (Peru, Bolívia, Equador, Colômbia, entre outros) e cidades menos conhecidas nos Estados Unidos (Austin, New Orleans, Portland e San Diego, por exemplo).

Hospedagem criativa

Além dos destinos, é recomendável que você encontre alternativas à estadia em hotéis, que são caros, impessoais e menos divertidos. Para ter uma experiência de estadia mais autêntica no exterior, você já pensou em se hospedar na casa de alguém? Isso é mais comum do que você imagina. Existem vários sites na internet que possuem muitas ofertas de casas, apartamentos e quartos para aluguel em temporada, de um dia a meses, na casa de residentes locais. Os preços são melhores do que os de hotéis e você ainda tem a oportunidade de conhecer de perto como vive um residente local.

Essas são as nossas dicas para que seu dinheiro renda mais na realização de compras em sua viagem internacional, mas se você também tiver alguma, não deixe de compartilhar com a gente!