Saiba porque a poupança está rendendo menos

Saiba porque a poupança está rendendo menos

O investimento em caderna de poupança ainda é bastante comum, apesar de o mercado oferecer outros ativos de renda fixa bem mais vantajosos. Isso se dá por uma questão cultural que se perpetuou por conta da simplicidade e pelas vantagens que esse tipo de investimento proporcionou aos brasileiros por muitos e muitos anos.

Apesar de ser bastante usado no Brasil, esse tipo de investimento vem perdendo espaço. Para se ter noção, em outubro de 2017 os saques em poupança foram muito maiores que os depósitos. Isso sinaliza uma certa desconfiança por parte dos investidores ou a preferência por outras formas de investimentos mais lucrativas como o Tesouro Direto, por exemplo.

Considerando o contexto atual, ainda vale a pena voltar as finanças pessoais para este tipo de investimento?

Rentabilidade mensal ao investir em poupança

Todo investimento depende de regras estabelecidas pelo mercado financeiro do país. Dentre os diversos fatores que determinam a rentabilidade, temos a chamada Taxa Referencial, que incide diretamente nos índices da caderneta de poupança, por meio da Selic.

Pois bem, se a Selic apresentar índices menores que 8,5% ao ano, a poupança traz rendimentos de 70% da Selic, além da Taxa Referencial. Contudo, se esse índice atingir um numero superior 8,5% anual, a poupança aumenta em 0,5% ao mês, adicionada à TR. Hoje com a Selic em cerca de 7%, a poupança não rende mais que 4,90 %.

É um cálculo muito técnico, mas não precisa ser um economista ou um matemático para você entender que esse controle de investimento não vai ser exato e vai apresentar poucos rendimentos. As questões técnicas sobre esses números podem ser melhor respondidas em sites de controle de investimento e por meio de informações em sistemas de controle e gestão financeira.

Ou seja, investir requer que, além de estratégias de economia doméstica, você seja um gerenciador de investimentos. E mesmo que não seja um expert, deve pelo menos buscar conhecimentos em gestão financeira.

O saque dos investimentos na poupança

Ao investir na caderna de poupança você pode fazer o saque a qualquer momento do dinheiro depositado, mas a grande desvantagem é que os depósitos são remunerados de forma mensal, a partir da data de aniversário do investimento realizado.

Sendo assim, caso você precise resgatar o dinheiro antes de 30 dias completos, você não lucra absolutamente nada. Com isso, o dinheiro fica parado e sem nenhum rendimento.

A inflação e a caderneta de poupança

O aumento da inflação representa um risco alto para a caderna de poupança. Em 2015, com o aumento repentino da inflação, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, feito pelo IBGE para mostrar o custo de vida das famílias brasileiras, mostrou um crescimento de 10,67%, já a poupança não rendeu mais que 8,07%, ou seja, o dinheiro investido, se fosse sacado para comprar algo, praticamente não traria vantagens ao investidor.

Considerando as diversas possibilidades disponíveis no mercado financeiro, guardar dinheiro em caderneta de poupança pode ser considerada uma estratégia ultrapassada e que, além de tudo, traz baixos retornos financeiros.