Os 7 maiores erros de quem investe em ações

Os 7 maiores erros de quem investe em ações

Você provavelmente já deve ter ouvido histórias de pessoas que perderam muito dinheiro ao investir em ações na Bolsa de Valores. Em compensação, também já deve ter escutado casos de gente que enriqueceu ao fazer aportes financeiros aparentemente ao acaso nas ações que estavam em situação de queda e depois tiveram uma subida exponencial. Mas será que isso foi mesmo ao acaso? Não se engane: um operador que ganha grandes somas na Bolsa de Valores não atua de forma aleatória ou sem receber dicas quentes. Reunir os conhecimentos certos e ter uma boa assessoria são fatores essenciais para ter êxito no investimento em ações. Que tal ficar por dentro de alguns erros que você não pode cometer ao entrar nesse meio? Continue com a leitura!

Não ter uma metodologia para investir

O melhor a se fazer é ter um plano de investimentos sólido, com uma estratégia para chegar a seus objetivos. Por isso, vale muito a pena ser bem assessorado por agentes financeiros, de modo que você não compre ações por impulso, tome decisões sob pressão ou tenha as más informações ou dados equivocados para servir de base para suas decisões de compra e venda. Se você não tiver uma metodologia de investimentos, ficará um pouco perdido e investirá de forma acidental.

Deixar de fazer suas próprias pesquisas

Se você optou por investir na Bolsa de Valores, é grande a chance de ter amigos que realizam a mesma coisa, não é? E eles têm as suas próprias ideias sobre investimentos. Pois não acredite cegamente em seus amigos, ainda que pareçam estar certos: se você copiá-los sem questionar a indicação feita, isso pode acabar te gerando problemas. Descubra onde seus amigos obtêm suas informações, peça referências, veja se eles têm um corretor ou agente financeiro. É muito importante que você monte sua própria estratégia de investimentos.

Não controlar efetivamente seus investimentos

É importantíssimo que o investidor estabeleça limites para si mesmo no que se refere às suas perdas e aos seus ganhos. De um lado, você não se deixa levar pelo otimismo extrapolado das ações que estão em alta no momento, nem pelo ceticismo dos papéis que apresentam quedas ocasionais e podem lhe deixar desesperado repentinamente. Não deixe de controlar de modo ativo o que está acontecendo com suas ações.

Ter pressa em ganhar dinheiro

O mercado de ações é uma área na qual se deve entrar aos poucos. Nunca vá com muita sede ao pote: comece investindo pouco dinheiro e vá aumentando ao passo que for juntando mais conhecimentos sobre o mercado financeiro. A pressa em obter rendimentos elevados vai aumentar os riscos de você se sujeitar a grandes perdas financeiras.

Vender quando as ações estão na baixa

Dentro de seu limite de perda e ganho, na verdade pode ser bem interessante comprar certas ações quando estiverem com preços mais reduzidos. Não fique desesperado para vender suas ações se elas estiverem em baixa, mas ainda estiverem dentro de suas balizas de perda.

Comprar quando as ações estão na alta

O investidor iniciante se sente mais seguro em reter as ações que oferecem altas consecutivas. Porém, o grande lance é vender esses papéis neste momento, para obter os lucros atrelados ao investimento feito tempos atrás.

Ter receio de investir em tempos ruins

A economia se movimenta em ciclos: as crises são sucedidas de meses mais robustos. Lembre-se desta regra: uma recessão econômica trata-se de uma oportunidade de investimento. Não desanime quando as coisas parecerem difíceis e não siga a multidão pessimista. Projete o seu próprio plano de investimentos.

Que outros erros de investidores iniciantes você acha importantes? Você já cometeu algum dos erros citados e deu a volta por cima?