Falta de controle financeiro empresarial pode falir seu negócio

Falta de controle financeiro empresarial pode falir seu negócio

Controle financeiro significa cuidar do seu dinheiro de forma eficiente, garantido que cada real seja usado de forma coerente com os seus objetivos, com o mínimo de desperdício possível.

Em um contexto empresarial, uma gestão financeira forte é essencial para garantir que a organização continue funcionando bem e não tenha problemas financeiros, pois as consequências podem ser graves.

De acordo com a pesquisa “Fatores Condicionantes e Taxas de Sobrevivência e Mortalidade de Empresas no Brasil”, realizada pelo SEBRAE, cerca de 50% das empresas vão à falência nos primeiros quatro anos de atividade, com a deficiência da gestão financeira empresarial sendo colocada como um dos destaques para números tão altos de fracasso empresarial.

Não importa se você administra uma empresa grande e estabelecida ou um negócio pequeno e recém-inaugurado, o gerenciamento financeiro é vital para o sucesso da sua empreitada — ou para o fracasso, que pode resultar em falência e grandes prejuízos.

O básico das finanças

Para que uma empresa possa ser bem-sucedida, não basta fazer o suficiente para operar no verde e não ir à falência. Também é preciso criar condições de crescer, investir e dar lucro.

Nesse caso, é preciso estabelecer boas práticas de controle financeiro empresarial. Mesmo que uma visão inovadora e um ótimo produto sejam as necessidades centrais de um negócio, não se pode ignorar a importância das finanças e sua gestão eficiente.

Despesas e lucros

Quase tudo pode estar incluído nas despesas comerciais, desde a compra de suprimentos e equipamentos — essenciais para o funcionamento diário de uma empresa — até as despesas com publicidade e visitas a clientes, entre outros. Alguns desses custos são inevitáveis, mas muitos podem ser simplificados ou reduzidos.

Uma boa gestão financeira vai identificar áreas de gastos excessivos ou que podem ser cortadas. Pode ser algo tão simples quanto mudar para um fornecedor mais barato, melhor a eficiência energética de seu escritório para diminuir as contas de eletricidade ou reduzir os custos de entrega com um serviço de entrega internacional.

Reduza as despesas legais e tributárias

Despesas legais e tributárias são importantes para a manutenção do controle financeiro, uma vez que protegem a empresa de problemas que podem custar caro. Além de pagar os impostos em dia e ter boas consultorias contábeis e legais, um bom planejamento tributário pode ajudar as empresas a não pagar mais impostos do que o necessário, reduzindo a carga em alguns casos.

Garanta um fluxo de caixa suave

Muitas vezes, não é a falta de dinheiro que prejudica um negócio, mas a manutenção de um fluxo de caixa ruim. Portanto, além de garantir o capital inicial, a gestão eficiente busca, no mínimo, o equilíbrio entre as entradas e saídas financeiras da empresa, e, idealmente, uma vantagem expressiva das entradas de capital.

Invista nos funcionários

Pode parecer contraproducente à primeira vista, mas pagar bons salários para os seus funcionários quase sempre traz mais benefícios para a saúde da sua empresa do que pagar o mínimo possível. Profissionais que ganham mais são melhores do que os que ganham pouco, e tendem a ser mais eficientes, o que significa que o custo dos salários poderá ser facilmente compensado.

Procurando um Gerenciador Financeiro Empresarial? Clique aqui e conheça agora!