7 dicas para começar o ano com as finanças em dia

7 dicas para começar o ano com as finanças em dia

Muitas pessoas entendem que manter um excelente controle financeiro de seus recursos, seria algo bastante voltado para grandes empresas ou instituições que lidam todos os dias com uma movimentação volumosa de dinheiro, como bancos e corretoras de seguros. Contudo, essa é uma maneira errada de pensar. No plano pessoal, ter uma ótima gestão das finanças significa que você poderá se precaver de inconveniências financeiras no futuro, ter mais autonomia em suas aplicações de recursos e até cortar alguns gastos. Se você é uma daquelas pessoas que nem sabe direito quanto consome por mês em contas e despesas gerais, ou está endividado com alguma perda financeira grande, chegou a hora de mudar com as dicas a seguir. Aprenda o que fazer para manter sua organização financeira!

Organize seu fluxo financeiro por período mensal

Mesmo que você receba seu salário por semana ou quinzena, note que a maioria das contas e despesas tem periodicidade mensal. É conveniente que você acompanhe seu fluxo de receitas e despesas em um período de controle mensal. Organize os recebimentos que tem para o mês e anote as contas e gastos os quais terá pela frente, de modo que entenda a relação entre o que entra e o que sai, fazendo um controle integral das contas.

Nunca gaste mais do que recebe

Esta é uma das regras mais básicas do mundo das finanças, e que deve ser colocada em prática o quanto antes. Você só vai ter uma ideia precisa de quanto gasta e de quanto recebe se der início ao correto registro de seus lançamentos financeiros. Se você e sua família pretendem adquirir um bem mais dispendioso, como um imóvel ou veículo, por exemplo, examine com cuidado como isso vai impactar nas suas finanças e se você está preparado no momento para dar conta do recado.

Livre-se das dívidas

Se você tem dívidas em seu nome, o grande problema não é só o montante que tem para ser quitado, mas os juros que fazem a dívida crescer mês a mês. É preferível renegociar o débito o quanto antes e, se possível, pegar um empréstimo com uma instituição financeira, de forma a pagar todas as dívidas fragmentadas e ficar devendo para um só lugar. Mas cuidado na hora de analisar as condições da cessão de crédito bancário.

Corte os gastos desnecessários

Quando você tem tudo anotado e registrado, fica mais fácil visualizar onde você gasta dinheiro de maneira supérflua ou desnecessária. Se você eliminar essa “gordura” nos dispêndios, além de sobrar mais dinheiro para você no final do mês para investir em outras coisas, vai conseguir pagar mais facilmente eventuais dívidas.

Estabeleça prioridades

Da mesma forma que notará gastos dispensáveis, vai identificar o que realmente é importante para você e seus familiares, quando passar a registrar seus fluxos financeiros mensais. Assim, pode também passar a não comprometer seus recursos com compras pouco relevantes para a sua situação, aplicando-os em bens, serviços e atividades que sejam de fato importantes para seu bem-estar, saúde e conforto.

Use o cartão de crédito com sensatez

O cartão de crédito deve ser usado com prudência e sempre dentro da capacidade financeira de seu orçamento pessoal. É importante anotar todas as compras que foram realizadas com o cartão, avaliando o quanto em cada mês as parcelas das aquisições vão afetar seus recursos.

Faça um acompanhamento financeiro com uma solução tecnológica

Outra coisa que pode parecer um recurso especial para grandes empresas, mas não é. Existem, é claro, plataformas e programas de grande porte, justamente aplicáveis a fluxos financeiros de maior volume. Mas há diversos aplicativos, planilhas e softwares de gestão on-line, muito baratos, extremamente simples de usar e que são ótimas ferramentas para quem deseja mais agilidade e otimização de suas anotações. Utilizar uma solução tecnológica diminui as chances de erro nos registros e oferece muito mais segurança no seu controle. Se você ainda não conhece ou não utiliza um aplicativo de controle financeiro, clique aqui e confira uma lista com 5 aplicativos de controle financeiro que possuem versão gratuita.

Não só é possível como bastante válido que um a pessoa mantenha o controle rigoroso de seu orçamento pessoal, o que certamente vai impedir dor de cabeça por causa de endividamentos e má gestão dos recursos que possui.

Você tem monitorado suas finanças como gostaria? Aproveite então para começar o ano controlando e colocando suas finanças em dia!