3 tipos de investimentos que rendem mais que a poupança

3 tipos de investimentos que rendem mais que a poupança

A crise econômica que tem afetado nosso país está produzindo alguns estragos. Um deles é o fato do Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) ter reduzido a taxa Selic em 0,25%, em novembro, encerrando o ano em 13,75%.

Essa redução, aliada com a situação atual do Brasil, fez com que diversos especialistas recomendassem que a população retirasse o dinheiro da poupança e optasse por outras opções de investimento. Tal fato se deu pelo rendimento da caderneta de poupança ser de apenas 0,5% ao mês, mais TR.

Há um bom tempo a poupança não é considerada uma opção rentável para os investimentos. Constantemente se posicionando abaixo da inflação, ela vem sendo trocada por outras opções no mercado. Continue a leitura e conheça 4 tipos de investimentos melhores que a poupança em 2017.

1. Tesouro Direto

O Tesouro Direto é a opção que tem sido mais escolhida pelos investidores brasileiros. Nos últimos anos, essa modalidade se popularizou bastante e a sua aplicação nada mais é do que a compra de Títulos Públicos Federais do Tesouro Nacional.

O valor mínimo que deve ser investido nessa modalidade é R$ 30 e qualquer pessoa pode investir. Existem 3 tipos de título: Tesouro Selic, Tesouro pré-fixado e Tesouro IPCA+. Para definir a melhor opção para o seu perfil de investidor e ver as taxas de rendimento de cada uma, você pode acessar o site do Tesouro Nacional ou procurar uma instituição financeira para te ajudar.

Esse é um dos tipos de investimento melhores que a poupança em 2017 pelo fato de seus vencimentos serem inversamente relacionados à taxa Selic, ou seja, à medida que a taxa Selic cai, o preço das aplicações sobe.

2. CDBs

O CDB (Certificado de Depósito Bancário) é um título de renda fixa expedido pelos grandes bancos no Brasil. Esse tipo de investimento é baseado em um empréstimo de dinheiro por parte do investidor para a instituição financeira, que paga uma compensação por tal fato (os famosos juros).

A modalidade mais comum de CDB é a pós-fixada atrelada ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Em outras palavras, o investidor recebe um percentual do CDI, ficando bem próximo da taxa Selic. Existe ainda uma segurança para suas finanças pessoais ao optar pelo CDB. O FGC (Fundo Garantidor de Crédito) garante o pagamento de até R$ 250.000 caso o banco venha falir.

3. LCIs e LCAs

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) são investimentos de renda fixa isentos de imposto de renda. Ambos os títulos são emitidos pelos bancos, visando financiar os seus respectivos setores.

A remuneração dessa modalidade é altamente variável, pois depende da estratégia de cada banco, mas também paga um percentual do CDI. A grande vantagem do LCI e LCA frente ao CDB é a isenção do IR, o que muitas vezes faz com que investidores optem por essa modalidade.

Retirar seu dinheiro da poupança para aplicá-lo em investimentos mais rentáveis, acima da inflação, pode ser o que você precisa para sair do vermelho. Ademais, a diversificação dos investimentos é uma das medidas de sucesso de grandes investidores. Analise todas as opções disponíveis no mercado e escolha aquela que mais se adéqua ao seu perfil. Não perca tempo.

Gostou de nossas dicas de investimentos melhores que a poupança? Então, assine nossa newsletter e fique por dentro de nossos conteúdos!