20 de julho de 2017

Seu Shopping Center preferido

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!



Crédito da imagem: http://www.freedigitalphotos.net/



Em algum lugar no passado, lendo algumas anotações, encontrei a história de José Maria, um homem simples, inteligente e que estava interessado em comprar uma loja em um shopping da cidade. José é empreendedor de longa data, empresário do setor de varejo e consumo, possui lojas de moda jovem, porém tem poucos investimentos no mercado de capitais. Ele acredita mais em seu potencial como empresário do que investir seu precioso dinheiro na bolsa de valores.



Sendo um investidor não tão experiente assim, mas um ótimo empreendedor e com uma mente brilhante e aberta para novos desafios. José sabia que tinha que procurar, e muito, o melhor ponto para compra, e com custo benefício de alta qualidade, pois estamos falando de um investimento de no mínimo $ 500 mil.
Um grande shopping da capital paulista que tem alta circulação de consumidores todos os dias do ano, possui ações na bolsa de valores de São Paulo, BM&F; Bovespa.
Incentivado por um de seus filhos, investidor em ações de grandes companhias, José Maria descobriu então que uma companhia controladora de shoppings centers era uma empresa de capital aberto (empresas S/A.).
O valor da ação cotada na Bovespa estava “barato” na época, pois o país não passava por um bom momento, além do mais se aproximava das eleições presidenciais.
Com uma visão de longo prazo, ele acreditava no potencial dos consumidores brasileiros e também creia bastante que o país estava passando por um grande momento de transição. O Brasil como um todo tinha uma enorme vontade de melhorar.
Com um investimento de $ 1 milhão e comprando X nº de ações, o nosso amigo, agora investidor, compraria então 1 % do capital total da companhia. Com o dobro de investimento, ele poderia comprar não só um grande ponto de vendas, mas sim uma parte de uma companhia que possui cinco (5) shoppings centers localizados nas cinco (5) capitais dos principais estados do país.
De lá pra cá, o investimento de José cresceu muito, não sei direito o quanto, até porque não faz parte da minha ossada.
Mas o que da gosto de ver é a moral da história. Seu José Maria era convicto de que sabia tudo sobre dinheiro. Porém um de seus filhos lhe mostrou um caminho novo e de oportunidades, ainda que seja arriscado, vale a pena diversificar.

Em conclusão.
Investindo seu dinheiro na bolsa de valores, você esta investindo em empresas que já estão em funcionamento e com uma clientela formada. Você como empreendedor tem e deve se preocupar
com a concorrência, novidades de mercado, potencial dos clientes, propaganda e marketing, financeiro, recursos humanos e etc.
Grandes companhias de capital aberto possuem os melhores administradores e diretores do mercado nacional. Investem em pesquisa, tecnologia, marketing, melhorias e novos equipamentos entre outras coisas.
Você como investidor, seja pequeno ou grande, defensivo, moderado ou agressivo, deve fazer a “lição de casa”.
Estude os fundamentos financeiros de uma determinada empresa, aquela que você sabe o que vende e em que mercado atua. Procure ser investidor de longo prazo. Adquira o hábito de entrar periodicamente nos sites das companhias que você possui papeis na bolsa de valores.
Para exemplificar, persevere, diversifique, pratique. Acompanhe e estude seus investimentos.
É isso ai pessoal, mais uma “historinha” para vocês tirarem as suas próprias conclusões.
Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *