21 de outubro de 2018

Saiba qual o melhor investimento para aposentadoria

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

saiba-qual-o-melhor-investimento-para-aposentadoria

Com cada vez mais mudanças na previdência social, contar apenas com a aposentadoria do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) parece algo completamente fora de mão e, por isso, buscar formas de garantir uma renda extra não soa como uma má ideia.

O ideal é que você, desde já, fique atento às suas melhores opções de investimento, para garantir que sua aposentadoria renderá bons frutos no futuro. Tudo depende do quanto você deseja investir e de qual é o seu perfil como investidor, mas existem diversas opções no mercado e para que você garanta a tranquilidade tão desejada nesse período da sua vida, separamos nesse artigo três opções para que você escolha o que mais se encaixa em suas necessidades.

Previdência privada

O que é?

A previdência privada é um tipo de aposentadoria que não tem ligação com o INSS. Ela funciona como um completo à renda da previdência social e é fiscalizada pela Superintendência de Seguros Privados (Susep).

E qual a diferença para a previdência pública? A diferença é que na previdência privada você é quem decide qual será o valor da contribuição e com qual frequência ela será realizada. Você pode escolher, por exemplo, contribuir com R$200 a cada três meses. Obviamente, o retorno será equivalente ao valor e a periodicidade com a qual é investido.

Além disso, o valor investido pode ser resgatado a qualquer momento pelo investidor, caso ele desista do plano. Existem dois planos que podem ser contratados (explicaremos mais à frente) e é importante, no momento da contratação, estar atento às tarifas de imposto que serão cobradas, existem duas formas de tributação. São elas:

  • Tabela regressiva: favorece quem deseja resgatar o dinheiro todo de uma vez;
  • Tabela progressiva: favorece quem deseja receber o valor em parcelas mensais.

Referente aos planos que podem ser contratados existe dois tipos de previdência privada:

  • Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL): destinado para quem possui rendas mais altas, pois o valor referente ao plano pode ser diretamente abatido do imposto de renda. No entanto, no momento em que o dinheiro for retirado, o imposto será cobrado em cima do valor que havia no fundo no momento do resgate.
  • Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL): a diferença desse plano para o anterior é que o valor investido não pode ser abatido do imposto de renda. Porém, quando o dinheiro for resgatado, o imposto será referente ao valor que o dinheiro investido rendeu.

Tesouro direto

O que é?

O tesouro direto é um programa de negociação de títulos públicos para pessoas físicas, realizado através da internet. Ele é considerado o investimento mais seguro e com o melhor custo benefício, já que títulos públicos são considerados os ativos com menor risco em uma economia.
Além disso, o tesouro te permite diferentes estratégias, como, por exemplo, o Tesouro IPCA que é um conjunto de títulos com renda fixa que pagam juros anualmente seguindo a variação na inflação do país. Esse é o título mais adquirido quando se trata de aposentadoria. No entanto, fique atento, pois caso você precise resgatar o dinheiro antes do previsto, pode sair no prejuízo com os títulos com taxas pré-fixadas. Se existir a possibilidade de você precisar sacar esse valor antecipadamente, invista em títulos com taxas pós-fixadas de rendimento.
O bônus desse investimento é que você pode escolher a forma na qual gostaria de ser remunerado, com os cupons semestrais. O que seria isso? Com os cupons você pode decidir se gostaria de receber o investimento + os rendimentos no vencimento da aplicação ou se é remunerado semestralmente.

Fundos imobiliários

O que são?

Fundos de investimento imobiliário é um conjunto de recursos destinados exclusivamente à aplicação em imóveis e é uma ótima opção de investimento quando se pensa na aposentadoria. Isso porque ele possui duas vantagens: a isenção dos impostos de rendas sobre eles e os dividendos e por isso, podem ser investimentos atrativos aos olhos de quem procura bons rendimentos, até maiores do que outros investimentos convencionais.

No entanto, o risco desse investimento também é alto e não são apenas riscos de mercado, mas riscos de liquidez de seus ativos. É recomendado que, caso opte por investir em imóveis, você tenha um conhecimento maior sobre esse tipo de investimento, assim, não é necessário que você se preocupe demais com os valores dos ativos. Atente-se ao volume dos ativos que estão sendo negociados e procure investir nos ativos mais negociáveis, isso porque caso desista do investimento, será mais fácil e rápido retirar seu dinheiro.

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *