Saiba como fazer a vistoria antes da entrega do imóvel

Saiba como fazer a vistoria antes da entrega do imóvel

Receber um imóvel, seja ele novo ou usado, sempre significa uma emoção especial. Para muitos, representa a conquista do primeiro patrimônio ou a realização do sonho da casa própria. Com isso, a satisfação gerada pela entrega das chaves junto com a superação da ansiedade que toda a burocracia da compra cria, acaba levando à distração e um detalhe básico pode ser deixado de lado: a vistoria do imóvel.

Receber um imóvel sem fazer a vistoria antes da entrega das chaves pode criar uma série de dores de cabeça para o novo proprietário. Problemas na construção, defeitos disfarçados com um pouco de tinta e até mesmo situações graves que comprometem a segurança das pessoas podem não ser vistos facilmente, mas poderão levar a despesas futuras e a transtornos com obras de correção. E este post serve justamente para ajudar você a entender como fazer a vistoria antes da entrega do imóvel. Confira!

Luz do dia

A primeira coisa a fazer é conhecer o imóvel à luz do dia, antes de aceitar a entrega. A pouca luz esconde falhas na pintura e nos acabamentos que causarão contrariedade quando forem detectados. Veja se não há trincas, rebocos malfeitos, sujeira ou outros problemas com a pintura e com o revestimento das paredes.

Portas e janelas

Defeitos de fabricação ou de instalação em portas e janelas são fáceis de ser detectados, mas isso não é possível só com o olhar. Por isso, abra e feche todas as portas e janelas algumas vezes, com a atenção voltada para ruídos, folgas, esquadrias e portais mal colocados, defeitos na pintura ou no próprio material, vedações, maçanetas e fechaduras, enfim, em toda a estrutura. Faça o mesmo com os armários, se forem entregues com o imóvel, abrindo todas as gavetas em busca de defeitos.

Parte hidráulica, pias e bancadas

A maioria dos imóveis, principalmente os novos, é entregue sem chuveiros ou outros apetrechos hidráulicos que devem ser comprados pelo proprietário. Contudo, torneiras, válvulas de descarga, ralos, esgotos e encanamentos devem ser entregues em perfeitas condições de uso imediato. Para evitar surpresas desagradáveis, verifique tudo, nos banheiros, na cozinha, na área de serviço, na varanda e na área privativa, se houver. Abra e feche as torneiras, deixe a água escorrer pelos ralos e veja seja não há entupimentos e se não gotejamentos ou vazamentos Faça o mesmo com as válvulas dos chuveiros. Verifique também se os metais não estão soltos, arranhados, manchados ou mal instalados. Force levemente pias, bancadas de cozinha, vasos sanitários e tanques para se certificar de que não estão soltos. Aproveite para verificar o alinhamento. Muitas vezes as instalações malfeitas deixam esses equipamentos tortos, o que só será notado depois.

Fique atento à pressão da água, se está satisfatória em todos os pontos. Também é importante abrir todas as torneiras ao mesmo tempo e dar descargas para verificar se não haverá comprometimento da pressão.

Imóveis usados ou novos podem ter entupimentos na rede de esgoto. No caso dos novos, cimento, areia, tinta e entulhos podem obstruir os encanamentos. Então, jogue água nas partes frias e veja se ela escoa tranquilamente pelos ralos. Não se esqueça de também se certificar de que o cano de escoamento da máquina de lavar está livre. Para isso, usando um bule ou uma garrafa, despeje bastante água, notando se ela não vai acumular.

Parte elétrica

A verificação da parte elétrica pode ser feita de maneira simples, com uma lâmpada que deve ser instalada em todos os bocais do imóvel e com qualquer equipamento elétrico pequeno, que deve ser ligado em todas as tomadas. Se o imóvel estiver sem energia quando for vistoriado, anote isso no termo de vistoria, deixando claro que os testes serão feitos quando houver energia. Também veja se o quadro de força está bem sinalizado, com todas as chaves identificadas. Teste campainhas e interfones.

Pisos, azulejos e tetos

Às vezes, os pisos são mal instalados ou são instalados com materiais defeituosos. Veja se não há rachaduras nas partes frias ou se os pisos secos — tábua corrida, tacos etc. — não estão arranhados ou trincados. Use um cabo de vassoura para bater levemente sobre o piso em toda a extensão do imóvel, verificando se não há barulhos de partes ocas que poderão causar problemas futuros. Faça o mesmo com os azulejos.

Não deixe de olhar para cima. Rebaixamentos em gesso podem esconder vazamentos e infiltrações.

Outras dicas

Com o memorial descritivo do imóvel novo, veja se está tudo correto. Olhe as vagas de garagem, as partes comuns, verifique a segurança contra incêndio. Enfim, lembre-se: o imóvel é seu e você tem o direito de receber tudo nas melhores condições.

Você já teve alguma experiência com um imóvel defeituoso? Deixe aqui seu comentário!