25 de junho de 2019

Regra 50 20 30: Como ela pode te ajudar no controle financeiro?

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

regra-50-20-30-como-ela-pode-te-ajudar-no-controle-financeiro

Controle financeiro pessoal é um desafio e tanto. Sabe aquela sensação de receber o salário e vê-lo evaporar rapidamente, sem nem mesmo saber com o que você gastou? Pois é exatamente essa a realidade de muitos brasileiros.

No entanto, em um cenário de crise financeira, surge cada vez mais a necessidade de saber como usar o dinheiro. Há uma técnica que pode solucionar os seus problemas: a regra do 50-20-30. Nunca ouviu falar? Nós vamos mostrar como ela pode te ajudar no controle financeiro.

Conceito da regra

A regra do 50-20-30 é simples e prática. Basicamente, ela organiza suas despesas em três grandes categorias:

• Necessidades = 50% para os gastos essenciais

• Poupança e/ou dívidas = 20% para prioridades financeiras

• Desejos pessoais – 30% para os momentos de lazer

Agora que você basicamente entendeu a estruturação da regra, nós vamos te explicar melhor o que cada categoria compreende.

50% da sua renda para as prioridades

São as chamadas necessidades essenciais. Logicamente, elas devem compreender a maior parte da sua renda – mais precisamente, a metade dela. No geral, essas despesas incluem: habitação, que pode envolver aluguel, condomínio e contas residenciais, como água, energia e gás, supermercado, educação, saúde, e despesas com transporte (carro, ônibus, etc).

Aqui, cabe uma ressalva. É possível que as necessidades compreendam mais da metade da sua renda. Se esse for o caso, está na hora de rever algo. Você realmente está vivendo um padrão de vida compatível com o seu salário? Existe alguma forma de enxugar esses gastos, sobretudo com relação às contas residenciais?

Rever esses gastos é fundamental para que você possa seguir o restante da cartilha, sobretudo o próximo passo.

20% para os investimentos

Esse é o grande desafio: os brasileiros até mostram predisposição em investir, mas isso dificilmente se materializa. No entanto, faça um esforço. É claro que, para quem tem dívidas, a prioridade no início realmente será usar essa quantia para pagá-las.

No entanto, é importante criar a consciência de guardar determinada parte do seu dinheiro. Se você deixar apenas para guardar “o que sobrar no fim do mês”, infelizmente, essa quantia será apenas uma fantasia. Veja essa aplicação como a segurança financeira do seu futuro, ou a possibilidade de realização de um sonho. Você pode fazer um plano de previdência privada, criar um fundo para emergências, entre outras possibilidades.

30% para os desejos pessoais

Geralmente, o grande receio de quem evita poupar é não abrir mão dos seus momentos de lazer. Veja bem, você não precisa fazer isso. Destine 30% para as suas extravagâncias: jantar fora, ir ao cinema, compras, baladas, etc. Mas tenha em mente que, se as suas despesas essenciais estiverem no limite, naturalmente o primeiro corte a ser feito será aqui, no seu estilo de vida.

Mas a regra funciona mesmo?

É um ótimo ponto de partida para a criação de um bom controle financeiro, afinal, a organização é realmente simples. Adotar esta regra te trará mais consciência em relação a como você está usando o seu dinheiro, além de eliminar as compras por impulso e gastos desnecessários.

Está pronto para seguir a regra do 50-20-30? Acesse nosso site e confira mais dicas de controle financeiro!

Procurando um gerenciador financeiro pessoal? Clique aqui e conheça agora!

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *