24 de março de 2017

Qual o melhor investidor?

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

Qual o melhor investidor? Há uma questão aqui na minha mente que não quer calar. E eu, muito pensativo, gostaria de compartilha com vocês meus pensamentos perante a tal questão que consta no título deste post.


Qual o melhor investidor
Pergunto-me porque é que as pessoas fora do mundo dos negócios ou dos investimentos (entenda-se mercado financeiro) são capazes de atingirem (nem sempre) resultados melhores. Sim, vencendo todas as leis, ano após ano, com rentabilidades muito melhores que muitos economistas e investidores de profissão que existem por ai. Exemplo disso, nós mesmo, blogueiros e investidores individuais, que temos como meta investir para o futuro, e não ganhar dinheiro administrando fundos e/ou clubes.

É relativamente fácil imaginar a seguinte história: um dia, um investidor deixando o mundo dos negócios e acaba por ser uma estrela do mundo da pintura. Mas você pode imaginar um padeiro em um ato de intromissão profissional começar projetar pontes? Ou você imagina um psicólogo colocando em funcionamento uma válvula no coração de um paciente?

Mas por que há muitas pessoas sem nenhuma origem financeira ou econômica que faz tão bem no mercado de ações? Há mesmo grandes gestores de fundos de hedge que vêm de diferentes campos muito longe da economia.

Tenho algumas opiniões pessoais sobre isso tudo. Opinaria que no médio prazo, ou seja, de 2 a 5 anos, um índice de bolsa de valores, em qualquer lugar do mundo, tem muito pouco haver com a economia real, e isso poderia ser apenas um jogo psicológico, um jogo de expectativas, ações e reações. Em suma, simplesmente um jogo.

Em qualquer dia do mês, um papel de uma companhia qualquer, listada na bolsa de valores, estaria sendo negociado à R$ 10,00, quando no dia anterior estava à R$ 9,00, assim sendo, ficaria difícil encontrar alguma explicação lógica da economia para esta alta.

De fato, se considerarmos, por exemplo, que a economia brasileira cresce 4,5% ao ano, no longo prazo, devemos ver que os valores dos papeis deveriam subir isso, mais a inflação. No entanto, em um determinado ano, os índices podem facilmente ter um desvio de 20% para cima ou para baixo. Será que faz sentido econômico ou seria apenas oscilações causadas pelo gosto de massa variável?

Creio que não há sentido em termos de economia e que esses movimentos são movimentos de mercado “peristálticos”. E é por isso, considerar o sentimento é uma maneira certa de abordar o mercado no curto prazo, porque se não há sentido econômico por trás de um movimento, há apenas uma diferença ou uma barreira psicológica e / ou sociológica. 

Assim, o profissional “economista” poderia não saber com exatidão o movimento do mercado, e o psicólogo pode ter um tempo mais fácil de compreender estes mesmos movimentos, sem nenhuma estratégia melancólica. Portanto, podemos assim dizer que os economistas e profissionais financeiros, em geral, por definição, ou melhor, de deformação profissional poderiam ser maus investidores.

E qual a profissão é mais adequada ou parecida com a de um especulador?

Poderia ser um empresário, ou um médico? Político, ou um advogado?

E você. Você é um bom engenheiro e um ótimo investidor? Eu posso ser um péssimo economista, porém um bom investidor. O que você acha?

Aproveite para CURTIR no Facebook a página do Finanças Forever.

Um forte abraço a todos os excelentes poupadores e investidores.
Siga o autor deste blog no Twitter.com @everton_ric

Crédito da imagem: freedigitalphotos.net

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.
8 Comentários

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *