26 de março de 2017

Quais serão as maiores e principais cidades mundiais em 2025?

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!
Cada vez mais, a cada ano que passa, vivemos em um mundo urbano. Metade da população mundial já vive em cidades e segundo pesquisas, a cada semana, o aumento da população urbana é de mais de um milhão de pessoas, gerando mais de 80% do PIB global, um montante equivalente a adicionar sete Chicagos à face do planeta Terra a cada ano. Parece exagero esta primeira frase e, as impressões iniciais me parecem absurdas, porém é tudo verdade. As maiores cidades em 2025.
Além disso, o centro de gravidade da paisagem urbana está indo em direção ao sul (a baixo da linha do equador) e leste do planeta Terra, o que significa que o crescimento está cada vez mais próximo das cidades de “segunda linha” (países emergentes, o antigo terceiro mundo).
Empresas que procuram o crescimento e governos engajados na diplomacia, a necessidade de construir os seus esforços na compreensão do mundo urbano em um nível mais granular. Pensar específicos em cada país já não pode ser tão específico e suficiente, necessita-se analisar o potencial de cada cidade, em especial dos grandes centros urbanos.
[...]

Segundo o Informe do Mckinsey Global Institute,[1] sobre a projeção do PIB das grandes cidades nos da uma projeção de quais serão as maiores cidades em 2025. Veja bem, é uma projeção para o futuro. Existe também um outro estudo sobre a  América latina 2025 do mesmo instituto de pesquisa: Mckinsey Global Institute, 
mas esse é um tema para outro artigo..
As novas cidades do futuro.
Em face disto, o mundo urbano pode parecer estática. No entanto, hoje em dia, 600 cidades geram 60 por cento do PIB global, e essa pesquisa, citada acima, sugere que: 600 cidades também são responsáveis ​​por cerca de 60 por cento do PIB mundial em 2025. Quinze anos a partir de agora, porém, será um jogo muito diferente das cidades, apareceram novas e sumirão antigas e velhas conhecidas.
O mundo desenvolvido possui 380 cidades na atual lista do ranking das “top 600 cidades”, classificadas pelo PIB. Estas cidades são responsáveis ​​por metade da produção econômica mundial (total), um quinto do PIB mundial vem da 190 cidades na América do Norte, sozinhas. Enquanto isso, as 220 maiores cidades das regiões em desenvolvimento contribuem com uma de 10% apenas.
Mas o equilíbrio do poder econômico urbano será transformado ao longo dos próximos 15 anos. E vale a pena todos nós sabermos disso, portanto, uma em cada três cidades desenvolvidas vão cair na lista das 600 cidades em 2025, enquanto apenas uma a cada 20 cidades, que estão presentes nos atuais países emergentes, vão perder o seu lugar neste ranking. Em 2025, se incluirá 136 novas cidades no top 600, todas presentes em países em desenvolvimento ou emergentes.
Segundo este estudo do Instituto Global McKinsey, em 2025, de estas novas cidades incluídas entre as maiores, 100 delas serão chinesas, 13 da índia, e apenas 8 são latinas americanas, ou seja, menos de 8 cidades estão presentes no Brasil. Acredito que incluem São Paulo e Rio de janeiro como as principais cidades brasileiras presentes na pesquisa. Vejam a imagem abaixo: As maiores cidades em 2025.

Clique na imagem para ampliar


Segundo mckinsey global institute as maiores cidades em 2025 na américa latina serão: em proporções (i) as mesmas de hoje (2011). (ii) novas e em diferentes localidades.


Ainda não sei se vocês, meus queridos leitores, gostam destes tipos de post, mas, eu, em particular, gosto muito de ler pesquisas e estudos realizados por instituição internacionais, pois assim posso saber mais o que o mundo lá fora pensa e pesquisa sobre o Brasil e a América Latina. Porque os investidores internacionais, antes de investirem dinheiro em um país emergente, como é o Brasil, pesquisam e lêem tudo que possível sobre o país em questão e, eu, no lugar deles faria o mesmo. Não acham?
Os elementos que atraem os investidores estrangeiros, fazem com que eles saibam mais e mais sobre certos países e assim invistam mais e mais dinheiro. Além de que, são estes mesmos elementos citados acima que fazem com que as companhias, nacionais e estrangeiras, também invistam nestes países.  Brasil como exemplo, está, neste momento, sendo o foco das atenções de empresas como Foxconn e Amazon. Este último, me interessa muito, já que sou fã de um e-book.
Resumindo o post de uma maneira otimista.
Mais investimentos, mais produtividade, mais dinheiro, infraestrutura, crescimento, emprego, este é o circulo virtuoso que buscamos. Esta informação é importante para essas empresas que estão buscando preparar uma nova linha de produção em um local que a economia esteja em pleno crescimento nos próximos 15 anos.


Um forte abraço a todos e até a próxima.
Inspiração para este post: 
Siga me no Twiter: @everton_ric
Aproveitem para CURTIR a nova página do Finanças Forever no Facebook.






Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.
2 Comentários

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *