24 de julho de 2017

O que fazer com dinheiro extra? Pagar financiamento ou investir?

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

Ana comenta que está em dúvida sobre onde investir melhor um dinheiro extra que ela está para receber: deseja pagar e quitar os financiamentos pendentes. Mas será que essa é melhor opção?

Quitar dívida de financiamento imobiliário e de veículo pode ser a melhor saída.

quitar dívida do financiamento imobiliário

Boa Noite! Primeiramente, parabéns pelas matérias e disposição para tirar dúvidas!Meu caso é o seguinte: Graças a Deus, minhas contas estão todas em dia (tenho conseguido pagar até com antecedência), ocorre, que tenho um bom dinheiro para receber por esses dias, e tenho duvidas se devo antecipar o financiamento do meu carro e o da casa. O valor do carro é de R$ 1.336,00 (falta umas vinte e poucas) e a casa ainda falta bons longos anos de R$ 319,00 (parcelas decrescentes), o que me recomenda fazer? Pago o carro que é mais alto, tanto o juros como a parcela, quito os dois, ou quito parcialmente ambos e invisto o restante??? Se puder me ajudar agradeço imensamente. Att. Ana.

Boa tarde Ana Paula.

Entendo perfeitamente seu caso. Recebo algumas perguntas sobre isso. Mas a questão principal, normalmente é: “será que vou me arrepender depois?”

Digo isso porque a maioria das pessoas sabem que o instinto mandará pagar às dívidas primeiro, e depois com mais crédito na praça voltará a fazer mais financiamentos (traca de carro, algumas emergência e etc.) e depois sairá lhe perguntando para si mesmo: ” porque diabos paguei aquele financiamento se afinal continuo pagando parcelas?” Porém, agora de outro objeto! Claro que o imóvel próprio tem muito mais valor. Entretanto a questão aqui é outra: o arrependimento.

A maneira de explicar isso é bem simples: somos consumistas e capitalista!

Devemos ter caros melhores para mostrar para o vizinho que temos uma vida melhor que a dele.

Agora uma resposta matematicamente inteligentemente correta

Provavelmente os juros que você está pagando desses dois financiamentos, devem ser maior que 2% ao mês. Isso significa que você paga todo mês R$ 1.000,00 de parcela, mas R$ 20,00 ou mais é do banco (juros) e os outros R$ 980,00 é para abater na dívida. Ou seja, o banco (ou instituição financeira) está “cobrando” algo em torno de  +R$ 20,00 ao mês,  por ter “alugado” um montante de dinheiro para você. Que precisava trocar de carro, ou comprar um imóvel próprio.

Entende o que é o juro mensal dos contratos de financiamentos?

É isso mesmo, é o pagamento do aluguel de um montante de dinheiro que o banco lhe emprestou por tempo determinado, pode ser por 2 anos, ou 25 anos ( no caso imobiliário).

Tá e daí? Deve pagar ou não o financiamento?

Sim, deve pagar tudo. Quitar o financiamento é mais importante nesse momento. Para poder dormir em paz e sem dúvida de que fez a coisa certa.

Porque será muito difícil receber mais de 1% de juros ao mês com outro tipo de investimento. Porque se você não quitar a dívida o que irá fazer com esse dinheiro extra? Investi-lo, correto? Então, onde investir para conseguir ganhar mais juros do que você está pagando? Difícil resposta.

Sair e negociar as dívidas, mesmo que seja apenas um financiamento e que suas contas esteja tudo sobre controle, o importante é eliminar o quanto antes, pois afinal, todos teremos imprevistos. E as emergências surgirão sem avisar.

Hoje em dia, no Brasil e no exterior, é muito difícil ter rendimentos provindos de investimentos acima de 1% ao mês. Portanto, o correto é pagar os juros pendentes.

Também poderia ser ao contrário

Agora, caso você encontre um investimento que lhe renda mais do que a juros que você está pagando. Invista seu dinheiro lá. Pois, assim, estará recebendo uns 1,5% e pagando juros de 1% , lhe sobra 0,5% todo mês. Que significa que está recebendo juros livres de uns meio por cento a mais do que você está pagando.

Aí sim vale a pena investir e deixar de pagar todo o financiamento. Matematicamente falando.

O lado emocional é outra coisa.

Espero ter ajudado a refletir melhor sobre sua decisão seja ela qual for.

Abraços,

Everton.

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.
7 Comentários

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *