16 de dezembro de 2017

O que é e como funciona o investimento em CDB?

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

 

o-que-e-cdb

Você sabe o que significa CDB? É um tipo de investimento de renda fixa que ganhou espaço nos últimos tempos. Após a poupança perder popularidade entre os brasileiros devido ao baixo rendimento, o CDB tem sido uma alternativa muito procurada por quem deseja ter rentabilidade melhor que a caderneta.

Se você ainda não sabe bem como o CDB funciona, sem problemas. Abaixo, você vai aprender um pouco mais sobre esta modalidade de investimento.

O que é CDB?

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um investimento de renda fixa emitido por bancos no intuito de captar recursos para financiar suas atividades. Ou seja, se um banco precisa de dinheiro para expandir seus negócios, emitir CDB pode ser um caminho.

Essa modalidade tem atraído a atenção dos investidores por ser uma aplicação muito segura e rentável. Além disso, costuma oferecer taxas de rentabilidade bem mais interessantes que a poupança.

O CDB funciona como uma espécie de empréstimo que o investidor faz ao banco e, em troca, a instituição devolve o dinheiro somado a juros no prazo combinado. É bom para o investidor, que tem o seu capital rendendo, e é bom também para o banco, que pode usar o dinheiro aplicado para realizar suas atividades.

Tipos de CDB

É interessante que o investidor avalie dois pontos na hora de escolher um CDB: a taxa de juros e a inflação do país. Dessa forma, é possível escolher a melhor opção dentro daquele cenário.

Entre as possibilidades de escolha, estão títulos de CDB de três tipos diferentes: prefixados, pós-fixados e híbridos. Conheça um pouco mais sobre cada um deles:

Prefixados: nos títulos prefixados, as taxas de rendimento são acordadas já no ato da compra dos títulos. Isso quer dizer que o investidor já sabe exatamente quanto receberá de rendimento desde o início do contrato.

Pós-fixados: neste tipo de CDB, o rendimento dos títulos é atrelado a uma taxa que pode variar com o passar do tempo, como a taxa Selic ou o CDI. Dessa forma, o investidor só saberá exatamente quanto será seu rendimento ao final do prazo da aplicação.

Híbrido: os títulos híbridos são a junção dos dois tipos de CDB que acabamos de citar. Neste caso, uma parte da rentabilidade é atrelada a uma taxa prefixada e outra parte a uma taxa pós-fixada.

Prazos do CDB

Os prazos do CDB variam de um emissor para outro. Ao fazer uma aplicação, o investidor precisa estar atento ao prazo de carência. Que significa o tempo mínimo que o dinheiro deve permanecer investido.

Por exemplo, se o prazo de carência for de 2 anos, significa que o dinheiro precisará ficar no banco durante este período. Só após os 24 meses será possível resgatar o dinheiro sem nenhuma perda.

Existem desde CDBs com liquidez diária, onde você pode retirar seu dinheiro quando quiser, até títulos que têm o prazo de carência maior. A escolha vai depender dos seus objetivos. Por exemplo, se a intenção é guardar dinheiro para viajar daqui a um ano, você pode investir em um CDB que tenha este prazo de carência.

Agora, se este dinheiro for uma reserva de emergência, isto é, você precisará acessar o dinheiro a qualquer momento em que for necessário, o ideal é buscar títulos com liquidez diária.

Ao planejar seus investimentos, lembre-se que, em muitos casos, quanto mais tempo seu dinheiro ficar aplicado, maior será a rentabilidade. Avalie e se planeje, dessa forma ficará mais fácil fazer boas escolhas.

CDB é uma aplicação segura?

Quando o assunto é dinheiro, o medo muitas vezes assombra o investidor. E surgem dúvidas como: será que o investimento é seguro? E se o banco quebrar, o que acontece com meu dinheiro?

Se você também está com um pé atrás em relação a isso, não se preocupe. Existe um órgão chamado Fundo Garantidor de Crédito, o FGC, que assegura investimentos em CDB até R$250 mil por CPF e por instituição financeira. Isso significa que, mesmo que o banco declare falência, o órgão poderá te ressarcir dentro das regras estabelecidas.

Mesmo assim, é sempre bom pesquisar e avaliar bem a instituição em que você pretende comprar os títulos. Busque sempre investir em bancos que estejam devidamente registrados nos órgãos competentes.

E aí, o que achou do CDB? Por ser seguro e rentável, a modalidade está caindo no gosto dos investidores. Se você pretende investir, a dica é sempre pesquisar bastante antes de escolher a instituição, os prazos e as taxas de rentabilidade. Conhecimento é a chave para um investimento de sucesso.

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *