21 de outubro de 2018

Músico no Brasil é uma profissão bem remunerada?

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

musico-no-brasil-e-uma-profissao-bem-remunerada

Quem toca um instrumento e já pensou em profissionalizar a sua paixão pela música seguramente já se fez algumas perguntas. Nenhuma mais universal do que esta: afinal, músico no Brasil é uma profissão bem remunerada? É provável que muitos já tenham ouvido essa questão ser respondida de maneira jocosa. A insinuação comum é que o futuro profissional iria “passar fome”.

A verdade é que esta área é pouco valorizada enquanto carreira. Muito embora 85% dos músicos brasileiros trabalhem de forma autônoma, esta é uma profissão viável. Especialmente em nosso país, detentor de uma rica cultura musical. Os nossos ritmos nativos podem até mesmo ser considerados como um produto de exportação. Você sabe, no entanto, quais são as possibilidades de carreira para quem deseja trabalhar com a música?

Confira a seguir e na sequência entenda a remuneração deste ofício.

Carreiras para o profissional da música

O mercado de trabalho nesta área apresenta diversas oportunidades tanto para os músicos amadores, quanto para os profissionais. É possível atuar como compositor ou arranjador, por exemplo, elaborando letras, músicas e partituras para cantores, bandas e filmes. Quem possui formação pode ainda investir na carreira de pesquisador ou professor. Para este caso a licenciatura é fundamental. Confira algumas possibilidades para os músicos:

• Instrumentista

Os instrumentistas possuem muitas formas para ingressar no mercado de trabalho. Afinal, é possível fazer parte de orquestras, bandas, participar de gravações pontuais em estúdio e até mesmo atuar na publicidade. Recomenda-se que o profissional tenha domínio de diversos instrumentos caso queira seguir por este caminho.

• Produtor musical

Aqueles que têm interesse pela parte técnica dos estúdios de gravação podem investir na carreira de produtor musical. Esta é uma das alternativas mais seguras de atuação, pois a indústria musical é bastante movimentada. Em menor escala, profissionais com este conhecimento são necessários na TV, no cinema e também na publicidade.

• Maestro

Por último, mas não menos importante, existe a possibilidade de regência. Um maestro é responsável por conduzir uma orquestra, cuidando de criar harmonia entre os instrumentistas em ensaios e apresentações. Sua função também inclui algumas responsabilidades administrativas.

Quanto ganha um músico no Brasil

Tudo isto posto, fica claro que existem oportunidades de sobra para se trabalhar com a música no país. Fica então a questão: músico no Brasil é uma profissão bem remunerada? Depende. Normalmente o profissional da área recebe cachês por hora. Seja de show, ensaio, gravação ou aula. Quanto mais qualificado o profissional, maior a demanda, e consequentemente, maior o salário. A média tende a ser de R$ 85 por hora.

Portanto, um iniciante, pode desembolsar algo em torno de R$ 1038.98. Já os músicos com emprego fixo, como os que atuam em orquestras, podem receber acima dos R$ 10 mil mensais. A média para a categoria, somando funções plenas e atuação em projetos de tamanho diverso, fica em R$ 1.871. Pouco menos de 2 salários mínimos, podendo ultrapassar os R$ 4 mil para os profissionais mais experientes.

Formação e experiência

Como dito, a remuneração vai depender da formação e experiência do músico. Embora existam muitos profissionais autodidatas, recomenda-se alguma forma de estudo, seja em nível técnico ou superior. De acordo com o seu conhecimento da matéria é possível requerer uma carteira profissional da OMB. O documento da Ordem dos Músicos do Brasil é obrigatório para dar aulas e se apresentar profissionalmente.

O vestibular da música

Para ingressar no ensino superior é necessário apresentar um conhecimento prévio, já que os universitários serão cobrados em matérias específicas. São elementos como percepção melódica e harmônica, conhecimento da teoria musical e também a prova de proficiência em um instrumento. O mesmo vale para tirar uma carteira profissional da OMB.

O portador deste documento pode ser classificado como bacharel ou técnico em música e músico aprovado pela banca da OMB. Existe ainda o grau de músico prático, voltado aos autodidatas. Este, contudo, impede o profissional de lecionar, sendo necessária uma formação que permita alcançar qualquer uma das outras categorias.

Saiba mais

E afinal, músico no Brasil é uma profissão bem remunerada? A principal conclusão é que isto vai depender da formação e experiência do profissional. Quanto mais bem preparado, maior as chances da carreira se tornar rentável. Levando-se em conta que a renda média do trabalhador brasileiro é de R$ 2.154,00, o músico não está desprivilegiado. O que pode ser recomendável é que os iniciantes diversifiquem as suas atividades geradoras de renda.

Um case de sucesso da música é o astro do reggae Bob Marley, conheça a história de Bob Marley e se inspire em um dos maiores músicos do século 20.

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *