24 de julho de 2017

Investidor ou endividado?

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

Está endividado com diversos financiamentos ou é um investidor nato?

Crédito da Imagem: freedigitalphotos.net – Investidor ou Endividado?

Ao longo das últimas postagens, buscamos distinguir os diferentes estilos de vida: investidor e endividado. Assim como algumas negociações de dívidas, caducidade das mesmas, até mesmo diferentes modalidades de investimento, alocação de ativos e etc, de forma a selecionar a mais compatível com o seu perfil.

Inclusive escrevi um e-mail exclusivo para meus amigos da minha lista VIP Finanças Forever, resumindo alguns e-mails que recebi recentemente, relacionados com investimentos em geral.

Me desculpe, eu estive longe do blog por alguns dias. Com as férias, mudança de país (novamente), o planejamento de meus projetos e negócios físicos (sim, eu tenho um trabalho fora da internet), novas ideias, novos empreendimentos e minha família, tudo isso ao mesmo tempo, você pode imaginar o quanto tenho estado ocupado. Dito isto, voltar a escrever para esse blog é uma pausa maravilhosa no meu dia a dia e muito desfruto do prazer de escrever sobre o que sou fascinado: finanças. Onde eu posso discutir com vocês algumas coisas que podem inspirar e ensinar-lhes tudo que vocês questionam.

Para este texto selecionei as seis (6) principais dúvidas desses amigos. Elaborei e juntei as questões que mais se repetiram, pois entendo que outros  amigos queiram saber as respostas intrigantes. Estes que, por um motivo ou por outro não me escrevem e por isso estou muito contente em relacionar todas aqui e poder ajudar um maior número de pessoas.

Se você ainda não faz parte da lista e deseja receber informações exclusivas, incluindo meu primeiro e-book GRATUITO sobre educação financeira e economia doméstica. Não hesite em deixar seu nome e e-mail abaixo.

FAÇA PARTE DA LISTA!

<< É Grátis >> Quer meu primeiro Livro Gratuito de Educação Financeira ?

Nome
E-mail

 

Se você NÃO está endividado como a maioria dos brasileiros, gostaria de dizer que sua vida não é tão ruim assim. E você está de parabéns por ser investidor e possuir ATIVOS de verdade. Tão bom dizer ATIVOS em letras maiúsculas…rsrs. Parabéns!

O intuito deste texto é falar sobre investimentos em geral, de uma maneira ampla, sem se aprofundar em um único tipo de investimento, nada específico. Enfim, vamos às questões:

Que corretora ou corretoras você me recomendaria abrir conta?

Para Tesouro Direto indico e utilizo a Spinelli. Uma corretora com taxa ZERO para investimentos no Tesouro Direto.

Já para investimento em Bolsa de Valores indico e utilizo diariamente a ICAP do Brasil. No site: mycap.com.br - eles não cobram taxa de custódia e a ordem de compra/venda para o modelo de conta simples é R$ 5,00

Que tipo de diversificação você sugeriria para aplicações de um valor em torno de R$ 100.000,00?

Se você não tem sabedoria para inspecionar as empresas e investir de maneira individual (papeis de empresas) na Bolsa de Valores indico utilizar os > ETFs. Sim, ETF é investir de maneira passiva! Você sabe o que é ETF ?

Clique aqui e saiba mais => http://financasforever.com.br/o-que-e-etf

Para aprender sobre Analise Fundamentalista indico o livro com o mesmo nome (Analise Fundamentalista, de José Kobori) da coleção ExpoMoney. Ótimo livro! Já sobre Alocação e Diversificação de investimentos indico o livro Alocação de Ativos => Clique aqui e visite o site do Livro => site: http://bit.ly/ebook_alocacao_de_ativos

Então, uma melhor divisão de seu dinheiro investido seria algo como: 33% em Bolsa de Valores, 33% em Tesouro Direto e 33% em Imóveis (seja imóveis físicos ou FIIs.).

Porém vale lembrar de 2 coisas muito importantes: (i) não existe investimento correto e/ou errado. O que há é: diferentes investimentos para diferentes perfis de investidor. Exemplo: Eu gosto de Bolsa de Valores e Tesouro Direto e meu paizão prefere investir em imóveis e viver de aluguel; (ii) Cada investimento depende de um prazo que o dinheiro pode ficar lá investido. Exemplo: Eu não invisto dinheiro na Bolsa de Valores se vou necessitar do dinheiro em menos de 5 anos. Já no Tesouro Direto posso escolher os vencimentos de cada título.

Espero que você entenda que 33% para cada investimento é apenas uma sugestão comum e óbvia. No entanto, somente você saberá o que é melhor pra você.

Sugere algum tipo de previdência complementar? 

Fica difícil para mim dizer sim ou não. Mas deixo sempre claro para minha família e amigos que o Tesouro Direto é a melhor opção de previdência complementar. Assim como: alugueis de salas comerciais…etc….

É essencial, no entanto, que você busque mais informações sobre como investir e, para isso, você encontrará excelentes conteúdos e até cursos à distância aqui mesmo na web.

Alguns sites interessantes?

Uma visão geral sobre o universo de investimentos pode ser obtida no portal Como Investir (http://www.comoinvestir.com.br), da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais – Anbima. Nesse portal você encontrará orientações detalhadas sobre cada opção de investimento, incluindo os riscos envolvidos, análises e exemplos.

Outro portal muito interessante é o Portal do Investidor   (http://www.portaldoinvestidor.gov.br/), mantido pelo Mercado de Valores Mobiliários – CVM. Pesquisando o conteúdo nele disponível, você poderá entender, entre outros assuntos, a dinâmica e a estrutura que sustentam o sistema financeiro nacional. E se você deseja aprender mais especialmente sobre a bolsa de valores e sobre como investir em ações, recomendo que você pesquise diretamente na fonte, isto é, no site da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa): http://www.bmfbovespa.com.br. Além de um passo a passo muito claro sobre como abrir uma conta (similar à conta que abrimos nos bancos), escolher uma corretora (uma empresa que intermedia a operação) e, efetivamente, investir, a Bovespa disponibiliza uma seção educacional, cujo objetivo é instruir – através de vídeos, cursos, simuladores e outros recursos – sobre diferentes aspectos que nos ajudam a entender onde estamos pisando, de forma a tomarmos as decisões mais acertadas na hora de investir.

Dois textos primordiais já publicados no blog?

Para saber mais sobre corretoras, aportes e riscos, leia este artigo que escrevi aqui no blog anteriormente: “Escolhendo uma corretora para investir, valores mínimos iniciais, frequência dos aportes e os riscos”.

Já sobre investimento em ações: “Análise fundamentalista ou análise técnica ?”.

E os imóveis e o investimento em ouro?

Enfim, você ainda pode considerar outras opções de investimento que não foram abordadas aqui, tal como ouro e imóveis. Ao contrário do que muita gente pensa, para investir em ouro não é preciso dispor de muito dinheiro, pois as corretoras e distribuidoras também vendem em pequenas quantidades – um ou dez gramas, por exemplo. Quanto ao risco desse investimento, ele depende da oscilação no que diz respeito à oferta e à demanda – se há muita oferta, o preço cai, se há muita demanda, sobe. Antes de comprar, então, é importante você investigar a variação do metal nos últimos meses/anos – para isso basta você pesquisar no google o que dizem os analistas sobre o assunto. Quanto ao investimento em imóveis, você também não precisa dispor de valores extremamente altos para fazer o seu dinheiro no setor imobiliário, pois existem os fundos imobiliários (http://www.fundoimobiliario.com.br) que possibilitam que pequenos investidores também possam ganhar. Esses fundos permitem que você compre cotas (títulos), tornando-se dono apenas de uma parte de um imóvel. A vantagem dessa opção é você se eximir de todo a burocracia (escritura, taxas, impostos etc.) e morosidade que envolvem a compra e venda de imóveis.

Caso queira saber mais sobre estes dois ATIVOS visite o blog HC Investimentos (http://www.hcinvestimentos.com) do amigo Henrique e tire suas dúvidas. O rapaz manja muito sobre o assunto, é especialista em diversificação de investimentos e trabalha (ou trabalhava) no site Fundo Imobiliário (http://www.fundoimobiliario.com.br). Inclusive já escreveu o Livro Alocação de Ativos.

Bem, por ora terei que ir finalizando a minha participação por aqui. Espero que a minha pequena contribuição tenha lhe ajudado a desvendar os segredos de como investir. Desejo muito sucesso em seus investimentos!

 

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.
2 Comentários

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *