27 de março de 2017

Infidelidade financeira

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

Na vida de um casal há algumas infidelidades. Porém, que mais causa separações é a infidelidade amorosa, a segunda maior causa é a infidelidade financeira.

Everton e Gustavo Cerbasi na ExpoMoney 2012 em Florianópolis – SC.

Semana passada participei de uma palestra de Gustavo Cerbasi, escritor, consultor e palestrante. Ele é o autor sobre finanças pessoais mais conhecido do Brasil. Para quem não o conhece, indico a Entrevista com Gustavo Cerbasi consultor financeiro e escritor. Autor do best seller “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos“. A palestra era sobre seu mais novo livro “Os Segredos dos Casais Inteligentes”, o qual estou lendo e logo vou fazer uma resenha aqui neste espaço. Este artigo é sobre um tema abordado na palestra e também em seu livro: infidelidade financeira.

A maneira mais simples de explicar esse fenômeno de infidelidade é quando um esconde alguma coisa que comprou do companheiro(a). Quando o marido pergunta: “Roupa nova querida?” e a esposa responde: “Não, essa aqui já tenho faz algum tempo, ganhei da minha prima, lembra?”. Esse ato tornará cada vez mais frequente e logo se rebela e, o pior poderá acontecer. Que é a separação do casal por um descontentamento de uma das partes. Criando assim um desrespeito perante o outro.

Também há aquela infidelidade quando a família só fica sabendo do tamanho da herança quando o mais velho morre. Ai um dos filhos fica doido de raiva: “Putz, eramos rico, e passamos toda vida vivendo daquela maneira”. Algumas práticas de infidelidade financeira são tão enraizadas que, para evitar brigas, o parceiro(a) mente mesmo sabendo que o outro descobrirá a falsidade no futuro e, mesmo assim, continua agindo de maneira inconsciente. Enganando-o sempre.

Cerbasi comenta que o consumo é importante para suprir a lazer, a busca da felicidade e do conforto. Pois ele sustenta a ideia de que nada adiantará poupar muito se a vida do casal é um lixo. Também deixa claro de que se você é feliz dificilmente lhe faltará dinheiro. O escritor sugere então que as finanças do casal seja conjunta. Mas se esta atitude é impossível de acontecer em sua residência, ele compreende e indica que pelo menos ambos tenham que saber o quanto o outro ganha e, o quanto gasta. Para não haver infidelidade e descontrole, ele aconselha uma classificação em quantidade de dinheiro ou porcentagem, destinada especialmente para o lazer e outra para os investimentos. E que, se é difícil terem as contas correntes juntas, que pelo menos os investimentos do casal seja em conjunto.

O ideal para um casal de propósitos bem próximos é conversar bastante sobre dinheiro. É fácil falar sobre isso nos dias de hoje, pois sempre há entrevistas na televisão e nas revistas. Basta inserir o questionamento no nosso dia a dia. Porém, cuidado. Tem que saber iniciar a conversa de maneira mais simples possível. Para refletirmos, Gustavo cita a seguinte frase: “Questionar o uso do dinheiro é questionar a capacidade de decisão ou de discernimento do outro, aquilo que constitui sua natureza”.

Para ele, uma vida mais simples, sem exageros, é o caminho mais curto para uma vida mais rica no futuro. Entenda que, o quanto ganha é indiferente, pois se você não poupa nada ao mês, certamente terás mais dificuldade. E também há alguns casos de que o casal não consegue entender que ambos necessitam de tempo para si mesmos. Possuir teu tempo próprio é importante para refletir sobre diversas atividades e atos. Também financeiros.

Agradeço pela oportunidade de compartilhar com você a experiência que tive na palestra do autor Gustavo Cerbasi.

PS. Logo estarei sorteando aqui no blog um livro autografado por Gustavo Cerbasi e dedicado aos leitores do blog Finanças Forever. :-)

Se você gostou dessas informações, também tenho um eBook Gratuito que você pode baixar e se aprofundar muito mais no assunto. É um eBook sobre finanças pessoais e dicas de economia domésticas. (http://financasforever.com.br/e-book-gratuito-financas-forever/).

Siga-me no Twitter e/ou Curta a página do blog no Facebook:


Um forte abraços a todos, sucesso e até a próxima.

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.
4 Comentários

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *