26 de março de 2017

Governo reduz imposto dos tablets

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!
Para fechar o assunto: Impostos. Que foi iniciado aqui neste blog através do post: #precojusto – protesto/manifesto online para a redução de impostos, passando por:  “impostos sobre o combustível”, mais precisamente a gasolina, e seguido de dois links fornecidos pelo leitor Carlos Henrique, sobre o ranking mundial de países que mais cobram impostos e, o Brasil sobe neste ranking. Leiam: “Brasil sobe no ranking mundial dos países com maior carga tributária”.



Bom, e para não continuar a postar manifestos, protestos e campanhas contra os impostos e consequentemente contra o governo. Além de ficar chato e cansativo para vocês leitores, imaginam para mim, escrever sempre sobre o mesmo tema, criticando. Fica difícil e pode parecer que o autor deste blog está sem inspiração, paciência e o que é pior para um autor: sem poder de criação.

Criar algo novo, com dicas e falar sobre minhas estratégias de economizar dinheiro e investimento é o que eu mais gosto de escrever. Por isso estou aqui, neste blog, criei este espaço onde posso me comunicar abertamente com o mundo online.
Voltando aos impostos, segue abaixo uma conquista, nem sei se pode ser considerado um conquista, porém é informativo e vale a pena saber, principalmente para aqueles que, assim como eu, ainda não possuem um tablet. Medida provisória que reduz impostos do tablets sairá nesta semana!!
Que notícia boa heim! A medida provisória que define a classificação dos tlabets dá ao equipamento o mesmo tratamento da Lei do Bem. Isso, na prática significa ZERAR a alíquota que atualmente é de 9,25% de PIS/Cofins e reduz de 15% para 3% o imposto sobre produtos industrializado, o famoso IPI.
Além de baixar o imposto de importação e de permitir que os estados também reduzam a carga de ICMS no preço final ao consumidor.
Como vocês podem ver, quanta notícia boa não é mesmo, uma simples Lei do Bem, criada em 2005, agora nos presenteia com todo este corte de impostos, simplesmente pelos tablests, a partir de agora, serem considerados “microcomputador portátil, sem teclado físico”. Que beleza!!
Mas atenção, este pequeno corte nos impostos dos tablets vai significar preços mais baixos no longo prazo, vale a pena esperar e analisar antes de qualquer compra e este “incentivo” ao consumo imediato tem que ser controlado.
Brasília – A Receita Federal já concluiu os estudos para incluir os tablets nos benefícios fiscais da chamada Lei do Bem, de 2005, que garantem alíquota zero para PIS/Cofins, disse nesta quinta-feira o secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto.
Segundo ele, foi necessário fazer um enquadramento, pois os tablets são um produto novo, diferente dos computadores e outros bens de informática contemplados pela Lei do Bem.
Barreto disse que depois que os estudos acabarem de ser analisados pelo Ministério da Fazenda, a inclusão dos tablets na lei constará de Medida Provisória a ser enviada ao Congresso.
A chinesa Foxconn já anunciou a intenção de abrir uma fábrica de tablets no Brasil, onde seriam produzidos aparelhos iPad para a norte-americana Apple.
Informações do portal Exame.com. Link: Visitado em 20/05/2011 às 11:01 (GMT 00:00)
Um forte abraço a todos e até amanhã com um novo texto/post/informativo etc.
Me siga no Twitter: @everton_ric

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.
14 Comentários

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *