18 de setembro de 2018

Finanças pessoais: O que fazer com meu dinheiro

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

financas-pessoais-o-que-fazer-com-meu-dinheiro

Lidar com seu próprio dinheiro nem sempre é fácil. Manter seu controle financeiro pessoal enquanto lida com gastos fixos mensais e com as tentações de compras pequenas de lazer e benefício próprio podem se acumular e fazer você achar que não possui dinheiro para realizar tudo que deseja. Dominar a economia doméstica é importante para uma boa saúde financeira, e apesar de um pouco “trabalhoso” no começo, não é impossível de conseguir.

Determine seu limite

O primeiro passo é conhecer a sua realidade financeira, saber bem o quanto entra e o quanto sai do seu orçamento é fundamental. Despesas fixas como: alimentação, moradia, transporte, são as categorias que mais inflam os nossos custos.

Sabendo no início de cada mês quanto tem disponível de fato, é possível montar orçamento das suas finanças pessoais disponíveis naquele período. Uma boa dica é anotar, “planilhar” ou até mesmo usar um sistema de controle financeiro pessoal, dessa forma dá para visualizar melhor como anda seus gastos e em quais categorias você gasta mais.

Estabeleça prioridades

Com seu controle financeiro organizado, é possível determinar objetivos maiores. Se há dívidas e pagamentos atrasados, a ideia é valorizá-los e evitar juros desnecessários, fique atento com o cartão de crédito. Determine metas de gastos para pequenas compras e lazer. Feito isso, é possível aproveitar melhor o dinheiro e poder estabelecer outros objetivos para quando o caixa estiver positivo, como a compra de um carro novo ou aquela viagem nas férias.

Aprenda a economizar

Não é só porque há dinheiro sobrando que deve gastar no impulso. Busque informações sobre altas e baixas do mercado, pesquise preços dos produtos desejados e se esforce para evitar a utilização do cartão de crédito. A compra no dinheiro costuma ser mais barata, pelo poder de barganha com o vendedor, e colaborando para ficar longe do vermelho no fim do mês e a evitar um efeito de bola de neve em prestações a longo prazo.

Se discipline para poupar

Poupar sempre que possível garante acúmulo de dinheiro a longo prazo. A questão aqui não é evitar qualquer pequeno gasto, já que eles também podem ser prazerosos, mas evitar ficar sempre no limite e não deixar nenhuma sobra para o futuro. Se obrigar a reservar cerca de 10% a 20% do que ganha a cada mês ajuda a combater eventuais emergências ou crises que necessitem de um gasto imediato maior.

Saiba no que investir

Com dinheiro sobrando, agora é saber o que fazer com ele, uma das opções são os investimentos. Existem investimentos no mercado para todos os gostos e dá para começar investindo pouco dinheiro. Descubra o seu perfil investidor e um pouco mais sobre investimentos em um dos nossos artigos “Como descobrir meu estilo de investimento“.  São inúmeras as opções, de tesouro direto até bolsa de valores.

O que não falta hoje é informação para ajudar a gerenciar o seu dinheiro, desde as tradicionais planilhas até um software de gestão financeiro ou um sistema de controle de investimentos. Basta dar o primeiro passo para se disciplinar a gastar com consciência e economizar.

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *