26 de julho de 2017

Exemplo de análise fundamentalista simplificada

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

Esse é um exemplo de análise fundamentalista bem simples e útil. Sabemos que existem muitos outros fatores que podem e devem ser analisados. Porém quero esclarecer algumas dúvidas que foram mencionadas no texto: Que análise utilizo para comprar ações.

Exemplo de Análise Fundamentalista

Crédito da imagem: http://freedigitalphotos.net

Gabriela perguntou no artigo “Que análise utilizo para comprar ações: análise fundamentalista ou análise técnica?”: quais exemplos de companhia que eu invisto baseado em meu método de análise financeiro simples? Cada empresa onde invisto procuro ser coerente e honesto comigo mesmo, sem ficar torcendo para que o valor de uma ação suba.

Assim como no texto: “Exemplo de planejamento financeiro” onde citei como e por que estou aumentando minha reserva de emergência, venho através desse texto aqui tentar esclarecer as coisas.

Nesse post vou exemplificar e citar um exemplo de empresa que considero boa para investimento segundo minha análise simples e rápida que incluso a apelidei de Valuation.

O método é particular e não requer muitos cálculos nem horas na frente do computador, muito menos gastando seu precioso tempo lendo difíceis balanços financeiros.

Com esse exemplo você poderá estar hábito a estudar os dados fundamentalistas de toda empresa lista da Bolsa de Valores brasileira, pois utilizo os dados que estão disponíveis na web de forma gratuita. A fonte que mais faço uso é o site da Fundamentus (http://fundamentus.com.br).

O método Valuation é utilizado para buscar Small Caps e empresas negligentes (aquelas que foram negligenciadas pelos analistas do mercado), companhias com alto potencial de crescimento.

Nessa estratégia de investimento, sempre acompanhando dados fundamentalista, seguindo os seguintes passos: 1º. Valor de mercado x Valor da empresa – 2º. P/L entre 7 e 15, mas com uma média de 10 – 3º. ROE = média de 30%, sempre acima de 20% (sempre em porcentagem) e 4º e último: Dados demonstrativos de resultados da receita líquida (que pode ser o mesmo que: money, jabá, grana, poder de fazer dinheiro), a receita líquida dos últimos anos dever estar em pleno crescimento.

Vamos a imagem dos dados coletados no site Fundamentus, que refere a Marcopolo S/A, que é cotada na Bolsa de Valores pelos códigos POMO4 e POMO3, porém esta imagem mostra dados da POMO4 e mais abaixo explicarei os dados e a análise.[...]


Imagem coletada dia 02/09/2011 às 14:01 (GMT 00:00).

 

1º. – Valor de mercado vs. Valor da empresa

Por ser óbvio, o valor de mercado deve estar abaixo do valor da companhia, assim temos margem de crescimento. A porcentagem dessa diferença oscila bastante de companhia para companhia, normalmente entre 25% até 75% de margem.

Porém vale observar cada uma delas com a atenção voltada para o setor onde a empresa está atuando suas aquisições e empréstimos (dívidas). A Marcopolo S/A (POMO4 e POMO3), atua no setor de transporte, metalurgia e montadora de veículos pesados.

No caso da imagem acima, o valor de mercado altera diariamente conforme a última cotação registrada pelo site Fundamentus, que é o fechamento do dia anterior.

Nesse caso, a porcentagem da diferença entre um valor e outro varia entre 25% e 30% (caso da POMO4), possuímos aí um potencial de crescimento contínuo, pois além dessa diferença, onde o valor de mercado (multiplicando o preço da ação pelo número total de ações) é menor que o valor da firma (é a soma do valor de mercado da empresa a sua dívida líquida), a empresa está constantemente investindo em joint-venture [1] pelo mundo a fora e em maquinário e pessoal. Veja como analisamos também o setor e os investimentos da companhia.

EDITADO: Dia: 09/09/2011 às 18:17 (GMT 00:00) – Conforme comentário do amigo “Investimentos & Finanças” – 

Eu disse em resposta ao comentário: “Ao meu ver, em minha análise particular, pois esse é um exemplo de análise fundamentalista simplificado, o valor de mercado menor que o valor da firma, no caso da Marcopolo S/A é uma boa sim, pois a companhia investe fortemente em aquisições de pequenas empresas no exterior (México, Argentina, Egito, Africa do Sul e etc), investe em Joint-Venture, maquinário, tecnologia e pessoal. Dependendo do tamanho da dívida líquida de um companhia, vale observar esse ponto crítico em cada caso. A Marcopolo, está investindo o dinheiro emprestado (dívida) junto ao BNDES – Banco Nacional do Desenvolvimento – portanto, fica claro que o montante de dinheiro tomado em forma de empréstimos está sendo investido”.

2º. – Análise do índice P/L

O P/L [2] é a relação entre o preço da ação pelo lucro líquido.

Gosto bastante de um P/L abaixo de 10. A Marcopolo possui hoje (02/09/2011) um P/L = 9,73 o que mostra que está na média e passou no teste, ou melhor, na análise. Esse índice também oscila bastante conforme as cotações diárias do papel.

Aqui não temos que estender muito, pois os números não mentem. É grande o potencial de crescimento de uma empresa que possui um P/L pouco abaixo que 10. Alguns analistas mostram que nem sempre um P/L alto significa falta de espaço para crescer, concordo em partes, pois meu método é para buscarmos companhias pequenas, negligenciadas e com POTENCIAL DE CRESCIMENTO CONTÍNUO.

Também não acredito que P/L muito baixo seja sinônimo de empresa quebrando, ou fechando as portas, apenas está poderá estar em fase de transição e com pouco potencial no momento, pode re-surgir ou simplesmente realmente fechar as portas e falir, o que levaria ao investidor a perder tudo.

Tudo depende, por isso utilizo a média de 10, é mais fácil de me convencer a investir na companhia que possui essa média, e ainda mostrando-me a capacidade de crescimento.

3º. – ROE

O ROE [3] significa retorno sobre o patrimônio e é calculado a partir do lucro líquido dividido pelo patrimônio líquido. Dizem os especialistas e analistas do mercado que quanto maior melhor. Particularmente gosto da média de 30%. O índice ROE da Marcopolo hoje (02/09/2011) está em 29,4%, muito bom por sinal. ROE também é o mesmo que dizer: “rentabilidade líquida”, ou seja, quanto de potencial possui a companhia para crescimento e retorno sobre o capital.

Existem maiores e/ou menores, claro que tudo depende. Novamente, vamos ter que efetuar uma análise mais ampla para chegarmos ao ideal, como quero fugir de perder horas analisando balanços financeiros complicadíssimos, prefiro estar na média, e minha média para esse índice é 30%. Exemplo de ROE altíssimo é o da CIELO (CIEL3) empresa que atua como prestadora de serviços financeiros, mais específico com aluguel de maquininhas de cartão de crédito. Por isso o ROE da Cielo S/A é de 135% possui pouco patrimônio em maquinas e equipamentos. Ou seja, um lucro líquido alto com patrimônio baixo, devido ao baixo preço das maquinas de cartão de crédito, talvez ai incluímos como patrimônio todo o equipamento tecnológico da empresa, mas o ROE está alto e ponto.

4º. – Receita líquida

Este passo também é bem simples. Basta calcular o quanto está crescendo a receita líquida de uma empresa nos último 12 meses. Analisando o valor da receita líquida dos últimos 12 meses, divide-os por 4 para encontramos o valor da receita do trimestre (média simples) e compara com o valor do último trimestre, se esse último for maior melhor, pois esta em constante crescimento.

Exemplo: A Marcopolo possui a receita dos últimos 12 meses (segundo dados do site Fundamentus) em 3.577.330.000. Mais de 3 bilhões.

Então dividimos esse valor por 4 para sabermos a receita de 3 meses – média simples dos últimos quatro trimestres – que é igual à 894.332.500 (894 milhões 332mil…). Isso mostra que a empresa faturou mais no passado do que nos últimos 3 meses, pois se compararmos com a receita líquida dos últimos 3 meses que foi de 770.271.000 (+770 milhões) temos uma diferença de menos 124.061.500 (-124 milhões), está no negativo.

A companhia faturou 124 milhões a menos que a média dos últimos 4 trimestres. Onde podemos analisar mais afundo com dados anuais, e também vendo os faturamentos recordes de produção de veículos no ano de 2010, porém aqui quero simplificar.

O ideal é que a companhia sempre esteja em crescimento, mesmo que seja no trimestral, mas nesse caso ela falhou.

Conclusão

São apenas quatro dados financeiros que gosto de analisar antes de efetuar um investimento em papeis negociados em Bolsa de Valores. Assim pratico minha matemática financeira de investimento e analiso a cada caso. Gosto de ver como as ações se comportam no longo prazo. Prefiro investir em empresas com alto potencial de crescimento pois ao meu modo de ver é mais seguro que aquelas já grandes e as consideradas blue chips. Quanto maior o risco mais rentabilidade, na teoria.

Isso não significa que nunca deveríamos comprar ATIVOS que são caros. Deveremos sempre diversificar. Aqui é só um exemplo simples e útil. Assim como citado anteriormente no texto: “Introdução de investimento em ações negligentes” o mercado requer aprendizagem e conhecimento. Então estamos compartindo idéias de valor.

No artigo “Garimpando ações segundo a fórmula mágica de Joel Greenblatt” mostramos que ele usa a metodologia de comparação entre o P/L (quanto menor melhor) e o ROE (quanto maior melhor), apostando que nessa fórmula será mais fácil, simples e rápido de se conhecer onde se esta investindo. Acredito ser uns dos primeiros passos para o investidor iniciantes, pois com mais conhecimento, será necessário buscar novas metodologias.

O simples pode ser complicado, requer estudo e conhecimento agregado.

E isso é tudo por hoje, espero que deixem sugestões e críticas sobre minha analise simples: a Valuation.

Opine, palpite, deixe sua colaboração.

Um forte abraço a todos e até a próxima.

@everton_ric

 Fontes:

[1] http://pt.wikipedia.org/wiki/Joint_venture

[2] http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%8Dndice_Pre%C3%A7o/Lucro

[3] http://pt.wikipedia.org/wiki/ROE

Visitados em 02/09/2011 às 15:01 (GMT 00:00).

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.
13 Comentários

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *