É possível investir mesmo ganhando pouco? Veja aqui como fazer.

É possível investir mesmo ganhando pouco? Veja aqui como fazer.

É óbvio que, quanto mais dinheiro um investidor tiver, maiores serão as chances de dinamizar suas aplicações e ter segurança nos investimentos. Quando uma área em que investiu estiver mal, a outra poderá subir mais do que o esperado e compensar uma pequena perda financeira com enormes ganhos do outro lado. Mas se não é o seu caso possuir grandes somas de capital para investir, não se preocupe.

A ideia de fazer o seu dinheiro trabalhar por você é verdadeira e funciona até mesmo para aquela pequena sobra que você conseguiu juntar no final do mês. Em vez de gastar o dinheiro com bobagens que não vão somar nada em sua vida, prepare seu futuro colocando os recursos que transbordam a cada fim de mês para render. Mas faça isso com calma, afinal de contas você está começando nesse segmento. Portanto, observe algumas opções de investimento mais seguras para você pegar rapidinho o gosto de investir!

Invista na poupança

A caderneta de poupança é uma das formas de aplicação de capital mais seguras e conhecidas, e por isso continua a ser muito tradicional no Brasil. Ela reúne algumas vantagens, como não ter taxa de administração, ser isenta de Imposto de Renda (IR) e Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para pessoas físicas e empresas sem fins lucrativos, não ter limite para resgate e não apresentar prazo mínimo de carência. Assim, a pessoa pode começar este investimento com qualquer valor, e retirar o dinheiro acumulado quando bem entender. Contudo, a pior desvantagem da poupança é que, se comparada à maior parte das opções de investimento, ela oferece baixo rendimento, que atualmente gira em torno de 0,5% a 0,7% ao mês. O investidor também precisa ser muito controlado, já que, devido à facilidade para sacar o dinheiro da caderneta, a pessoa pode fazer pequenas retiradas de capital e estragar o plano de aplicações desnecessariamente.

Invista na LCI (Letra de Crédito Imobiliário)

A Letra de Crédito Imobiliário trata-se de um título que garante ao seu titular uma renda fixa ao mês. Isso porque esses papéis são garantidos por créditos imobiliários, cedidos por bancos e instituições financeiras no mercado, com base em hipotecas e alienações fiduciárias de bens imóveis. Os investimentos em LCI estão igualmente isentos de Imposto de Renda para pessoas físicas e apresentam rendimentos superiores ao da poupança. Em contrapartida, sua liquidez não é tão alta, de forma que o resgate pode demorar, conforme cláusulas contratuais, de dois meses a dois anos. Além disso, a instituição financeira poderá requerer um limite mínimo para aplicação, o qual poderá ser de vinte ou trinta mil reais, por exemplo. Se for da sua vontade se inserir no mundo das LCIs, vale a pena deixar o dinheiro rendendo na poupança, até conseguir juntar o montante apropriado para investir.

Invista na LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)

Na Letra de Crédito do Agronegócio, a ideia é parecida com o que acontece na LCI: Os bancos e instituições financeiras captam recursos para financiar o agronegócio e repassam o lucro dos financiamentos para os titulares dos papéis creditícios, por meio de algum índice previamente acordado. Logo, também são títulos de renda fixa, segundo os quais o investidor já terá ideia de quanto vai ganhar mais ou menos após o período de investimento, seguindo ainda o padrão de isenção para o Imposto de Renda. Exige-se um valor mínimo para aplicação e, embora tais papéis ofereçam rentabilidade um pouco maior e prazos de resgate que podem variar entre 60 dias a 36 meses, seu lastro é menor, já que o investidor assume os riscos de inadimplência dos emissores.

É perfeitamente possível investir com pouco dinheiro e estes foram só alguns exemplos. Com o tempo, você poderá ir se acostumando com o mundo das finanças e se aventurar em passos maiores. Você já pensou em investir o dinheiro que tem guardado atualmente? Se você deseja se aprofundar mais neste assunto, recomendamos que leiam mais sobre o curso Como Investir Dinheiro.

Grande abraço e até o próximo post!