20 de julho de 2017

Dicas de economia doméstica evitando desperdício de alimento

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

Habilidades financeiras para seu dia a dia.

Crédito da imagem: freedigitalphotos.net

 

No Brasil existe uma cultura de comer bem e muito. Todos querem comer carne todos os dias, porém também é necessário saber escolher a melhor maneira de comprar o mesmo, procurando as promoções. O peixe vem como uma ótima opção no caso de aumento dos preços do quilo da carne desejada.

Devemos lembrar também da importância das frutas, comidas frescas, leite etc.

Mas o propósito deste texto é falar sobre a importância de não desperdiçar alimentos. Existem pessoas que se dão ao luxo de querer comer tudo fresco e feito na hora. O arroz tem que ser fresquinho e o feijão cozido e temperado no dia. A “mistura” então, dever ser incluso comprada no mesmo dia, além de ser preparada minutos antes de ser posta a mesa.

Então o que fazer com tantas sobras. Já que o “vivente” não suporta comer alimentos preparadas no dia anterior. Jogar fora!! Vai tudo pro lixo, sem nenhuma dor no coração. Que tremenda falta de bom senso. Quantas pessoas necessitam de alimentos. E você desperdiçando tudo que sobra.

Pois é, isso acontece e é muito comum nos dias de hoje e sempre será. Pois a população com mais dinheiro no bolso, possui um maior poder de escolha e desejo.

 

A grande dica:

Reaproveitar tudo que sobrou do dia anterior, do final de semana passado etc. Temos que buscar alternativas diárias para nossos problemas, sejam eles, financeiros, ou domésticos.

Todo alimento tem seu valor energético e nutritivo, podendo ser melhor aproveitado. Reaproveitá-lo é muito mais que reutilizá-lo, é uma forma de amenizar o desperdício, incluso desperdício de dinheiro.

Imagine quanto de dinheiro você está jogando no lixo da sua casa diariamente. Isso pode doer no seu bolso. E as crianças vendo este gesto, irão fazer o mesmo no futuro, seguindo o exemplo dos pais.

Aprenda a reaproveitar os alimentos. Guarde-os na geladeira e busque uma saída para eles. Você pode simplesmente fazer uma busca no Google e verá que há uma enorme lista de blogs independentes, como este, para ajudá-lo a buscar a melhor solução para este problema. Que contam tudo sobre o reaproveitamento de alimentos, evitando assim o desperdício. Incluso com receitas que utilizam até as cascas do alimentos.

Encontrei uma pesquisa interessante que mostra o que estou escrevendo.

 

O que se desperdiça

Frutas e Frutos 

  • Banana    40%
  • Morango   40%
  • Melancia   30%
  • Abacate    26%
  • Manga      25%
  • Laranja     22%
  • Mamão     21%
  • Abacaxi    20%

Hortaliças 

  • Couve-flor   50%
  • Alface         45%
  • Repolho      35%

Fonte: Centro de Agroindústria de Alimentos da Embrapa [1]

 

Pense nisso e aprenda a economizar um dinheirinho no final do mês reaproveitando os alimentos. Estamos sempre falando as mesmas coisas e desejamos que vocês, caros leitores, estejam conscientes em seus gastos diários, aprendendo dia a dia como fazer estas economias.

Não é preciso fazer nenhuma conta matemática para sabermos que as porcentagens acima citadas também representam dinheiro. E fica claro que quanto maior o desperdício, maior o rombo em suas finanças. A economia doméstica vai além de ficar fazendo contas diárias de como economizar um cafezinho ou na conta telefônica. Necessita e exige uma consciência e bom senso, como por exemplo: evitando compras de supérfluos, reaproveitando os alimentos corretamente, comer menos carne em época de inflação (como nos dias de hoje), usar o transporte público, não pagar tarifa de conta bancária (já que existem gratuitas), não pagar anuidade de cartão de crédito (como escrevi aqui neste post), parar de fumar e beber exageradamente, cortar o cabelo em casa (leiam aqui sobre sabedoria nos gastos, dicas de economia consciente), fugir das altas mensalidades das academias (leiam aqui > dica de economia: economizando na mensalidade da academia), comprar mais artesanatos e etc.

 

Pretendo um dia saber se pude ajudá-los. No entanto estou ciente que é muito difícil mudar uma cultura de um país. Quero apenas trazer novas informações financeiras, com sabedoria nos gastos. O que importa mesmo é estar de bem com a vida.

Repasso a vocês meus conhecimentos e reflexões diárias, para então me sentir mais útil. Toda informação neste blog é gratuita.

Fonte: [1] http://www.ctaa.embrapa.br/

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.
10 Comentários

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *