19 de agosto de 2018

Controle Financeiro, comece agora!

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

controle-financeiro

Saber lidar com o seu dinheiro e realizar um controle financeiro adequado é fundamental para quem deseja ter sucesso financeiro.

Dificuldades para guardar dinheiro e controlar as dívidas sempre existem, seja em época de crise ou não, para aqueles que não realizam um controle adequado das suas finanças. É certo que a crise financeira desregula bastante o mercado, mas não significa que ela seja incontornável. Talvez, você precisa de um pouco de gerenciamento e controle financeiro.

Um dos maiores culpados para o descontrole das finanças pessoais e caseiras é o descuido com a gestão daquilo que se ganha e daquilo que se gasta. Por isso, algumas noções básicas de educação financeira são importantes para o cuidado com a economia doméstica, para o controle das dívidas e, quem sabe, guardar algum dinheiro para futuros investimentos ou mesmo uma viagem de férias.

Por isso, trouxemos aqui algumas dicas essenciais para você começar a se reeducar financeiramente.

1- Disciplina

Em primeiro lugar, é preciso ter consciência de que uma mudança de atitude em relação à maneira como se usa o dinheiro vai ser necessária. E para que isso seja alcançado é preciso ter bastante disciplina. Uma educação financeira não acontecerá onde não há “educação”, por assim dizer.

Portanto, a disciplina passa a ser aqui a palavra-chave da educação financeira. Ela deverá estar presente em todos os demais momentos do processo, lembrando-nos que este é um caminho que deve ser trilhado com força de vontade na busca de nossos objetivos.

2- Consciência financeira

Então, é hora de anotar no papel (ou em uma planilha) como está sua situação financeira atual. Quais são as contas fixas que você não pode abrir mão? Quais contas são de serviços ou produtos supérfluos e que podem ser cortados?

Enfim, esteja consciente da sua situação financeira atual. Conheça e controle bem aquilo que entra e sai de seu salário.

3- Estabeleça seus novos objetivos

Veja bem, se estava tudo bem, não havia motivos para querer mudar nada, não é verdade? Mas o nosso caso aqui é outro: uma mudança se fazia necessária! Mas, mudança para onde, em que sentido?

Por isso você precisa estabelecer seus objetivos financeiros. Se não os tiver claros em mente, é improvável que seu planejamento financeiro venha a ter sucesso. Não faz sentido fazer economias sem uma ideia clara de onde investir esse ônus. Dessa forma, você estará apenas se privando de algumas coisas em vão.

A educação financeira funciona muito bem quando há sonhos que se quer realizar, porém, estes sonhos precisam estar claros para que possam ser alcançados.

4- Readaptação financeira

Após ter bem definida como anda a sua situação financeira, traçar aquilo que é essencial e cortar o desnecessário e delinear um objetivo claro de onde se quer chegar, é o momento de colocar em prática a sua nova organização financeira.

Aqui é importante trazer, mais uma vez, a palavra-chave apontada no ponto um: disciplina. Fazer suas atividades do dia-a-dia de acordo com seus novos objetivos, evitando o consumismo exacerbado e a criação de novas dívidas sem necessidade.

5- Investir

Depois de todo o processo de reeducação financeira e controle de suas finanças chega o momento de aplicar o dinheiro que foi acumulado. Se o objetivo era uma viagem, basta comprar as passagens, reservar o hotel e se divertir. Mas se você pretende investir e multiplicar esse dinheiro, as opções são várias.

Se você está a procura de bons sites de controle financeiro, clique aqui e confira a lista que preparamos para você.

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *