25 de abril de 2019

Conheça os 5 principais erros de fluxo de caixa que sua empresa deve evitar!

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

erros-de-fluxo-de-caixa-que-sua-empresa-deve-evitar

Conseguir controlar o fluxo de caixa é um dos aspectos mais importantes da gestão financeira e essencial para a perenidade do negócio. Mas é preciso tomar alguns cuidados básicos na hora de administrar suas finanças.

Pensando nisso, decidimos criar esse post e listar alguns erros de fluxo de caixa que devem ser evitados a todo custo na sua empresa. Confira!

1. Fazer controles manuais

Controlar os registros manualmente, anotando em cadernos, por exemplo, é um dos maiores erros de fluxo de caixa que se pode cometer. Esse trabalho aumenta os riscos de erros, inconsistências, e dificulta a análise das contas da empresa.

Sendo assim, o ideal é contar com sistemas de controle financeiro online que auxiliem no controle, tornando o processo mais confiável e garantindo a segurança das informações.

2. Deixar de atualizar as informações

O registro das movimentações deve ser feito de forma clara e assertiva, pois é isso que vai garantir a credibilidade das informações na hora de realizar análises e elaborar novos planejamentos.

A periodicidade das atualizações deve ser definida pelo gestor, mas o ideal é que elas sejam feitas diariamente, evitando o risco de inconsistências e extravio de dados, por exemplo.

3. Registrar valores que ainda não foram recebidos

Esse é o erro de fluxo de caixa que, apesar de grave, ocorre com mais frequência do que se imagina. Existem casos em que o lançamento é feito antes de o pagamento ser confirmado, e outros em que se registra o valor total de uma venda que, na verdade, foi realizada em parcelas — nesse caso, elas deveriam ser anotadas mês a mês.

Além de prejudicar as análises e fazer com que o gestor tome decisões equivocadas, isso deixa a impressão de existir um dinheiro disponível que, na verdade, ainda nem foi recebido.

4. Não separar as contas por categorias

Uma das questões que prejudicam muito a gestão financeira de uma empresa é a falta de conhecimento dos gastos que são absorvidos com as atividades. Sem a separação por categorias, dificilmente se sabe quais são os maiores gastos, quais deles podem ser reduzidos sem afetar os resultados, além de tornar o processo de análise e tomada de decisão incerto e arriscado.

A separação das categorias de contas pode ser feita da seguinte forma:

  • Imóvel: aluguel, IPTU, energia elétrica, água;
  • Colaboradores: salários, benefícios;
  • Despesas operacionais: estoques, transportes;

Assim por diante.

5. Não ser realista

Um dos erros de fluxo de caixa é fazer planejamentos utópicos. Quando se trata desse tipo de rotina e análise, é preciso fazer previsões realistas e, na hora de elaborar um novo planejamento, por exemplo, consultar o relatório sempre que possível. Quando se trata do dinheiro da empresa, deve-se evitar os “achismos”, ou palpites que não condizem com o período que a empresa tem passado.

Os erros de fluxo de caixa podem levar a diversos prejuízos, comprometendo a saúde financeira do negócio e até mesmo levando a empresa à falência se não forem corrigidos logo. Portanto, é importante ter atenção e cuidado com essa rotina.

O que achou desse post? Quer continuar por dentro dos conteúdos que postamos aqui no blog e outras novidades? Siga o Finanças Forever nas redes sociais e saiba tudo em primeira mão!

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *