24 de setembro de 2017

Conheça a história de John Law, o pai do sistema financeiro moderno

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

conheca-a-historia-de-john-law-o-pai-do-sistema-financeiro-moderno

Reconhecido tanto pelos episódios de sua vida particular como por ser um verdadeiro visionário, John Law é uma figura lendária. Considerado o “pai das finanças modernas”, o economista foi um estudioso do sistema bancário, e sua história está ligada à introdução do papel-moeda na França. Nascido na Escócia, conquistou fortuna e sucesso na Europa, onde deteve poder sem precedentes.

Siga lendo, e desvende mais fatos sobre esse ícone da economia!

Quem foi John Law

John Law nasceu em 1671, e seu percurso é repleto de passagens para lá de interessantes. Filho de um ourives, aos 14 anos passou a trabalhar nos negócios da família.

Entre fatos e feitos, entrou para a história como o primeiro pensador que, a partir da economia, controlou um país inteiro.

Em 1720, o financista já podia ser considerado o homem mais rico do planeta: era dono do Banco Central Francês, e suas empresas detinham o monopólio do comércio com as Américas.

Sua riqueza foi tamanha que lhe permitiu adquirir o território francês da Lousiana.

Como honraria pela habilidade em alcançar prodígios econômicos, recebeu o título de Duque de Arkansas. Consta ainda que suas posses incluíam castelos, mansões, ruas inteiras e um hotel em Paris – exemplos de uma riqueza cuja fama atravessou os tempos.

Seu estilo de vida marcou época: nobres disputavam um lugar à sua mesa, que era também frequentada por membros da Igreja e outras figuras importantes. Viver no luxo e usufruir o melhor de tudo era comum, para esse homem notável.

Biógrafos afirmam que, mesmo em meio a tanta extravagância, John Law destinava uma parte de seus recursos à caridade: aspecto dos menos divulgados sobre esse célebre personagem.

Em contrapartida à prática de boas ações, perdia-se entre dois vícios: os jogos e as mulheres. Seu gosto colocou-o em uma situação extrema: por causa de uma dama, duelou e acabou por matar seu oponente.

Assim, foi condenado por assassinato, e sentenciado ao enforcamento. Viu-se obrigado, então, a fugir, e foi justamente durante essa fuga que adquiriu grande parte da sua impressionante fortuna.

Teorias e contribuições de Law

Em sua vasta obra, John Law criou a teoria de que a oferta de moeda deve se guiar pelas necessidades de troca. Essa ideia surgiu em meio a um sistema financeiro caótico, com várias moedas em circulação, e constantes desvalorizações monetárias.

Nesse contexto, sua proposta de um banco centralizador, controlado pelo Estado, foi bem recebida. Uma frase sua cuja atualidade impressiona é “Não existe país forte sem banco forte”.

Entre suas outras muitas ideias destacam-se o uso da moeda fiduciária e o lançamento de títulos com lastro em arrecadação de impostos e na posse de propriedades. Publicou, em 1705, as Considerações sobre o Numerário e o Comércio.

Dentre os pensamentos e teorias dessa obra está a relação entre a prosperidade de um país e a emissão de papel-moeda.

Elaborou duas teorias econômicas de grande expressão: a Teoria do Valor pela Escassez e a Doutrina das Letras Reais.

Por que John Law é tão famoso

Só o fato de ter sido o homem mais rico do mundo em sua época seria suficiente para fazer de John Law uma figura famosa.

Mas, suas realizações, misturadas aos acontecimentos particulares recheados de passagens ousadas, pintadas com cores vibrantes de poder, em uma narrativa de ascensão e decadência, fizeram desse personagem um verdadeiro mito.

E para saber tudo a respeito da trajetória de sucessos e fracassos de John Law, esse ilustre matemático e financista cujas habilidades incluíam autêntico dom para estatística e probabilidade, nada melhor que dedicar um tempinho à leitura da sua biografia. Que pode ser encontrada no livro “A grande Jogada”, de Claude Cueni.

Siga-nos no Facebook, e fique por dentro de mais conteúdos sobre o mundo das finanças!

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *