Como investir em ouro?

Como investir em ouro?

O ouro é o tipo do investimento que pouca gente conhece a fundo, no entanto, é notável a sua fama de alta rentabilidade, por ser considerado um dos metais mais precisos, sendo, portanto, forte representação das grandes riquezas da história.

Atualmente, o ouro é uma opção diversificada de investimento e constitui importante ferramenta de reserva de valor e porto seguro em tempos de crise, oferecendo uma proteção ao investidor na ocorrência de desvalorização de outros ativos financeiros.

Afinal, planejar e controlar as finanças pessoais de maneira satisfatória e eficiente é um desafio a ser cumprido. Um sistema de controle financeiro online pode contribuir para a administração das finanças e permitir que o investidor possa ter mais tempo para planejar seus investimentos em ativos financeiros.

No post de hoje você entenderá como investir em ouro e conhecerá os riscos e vantagens desse tipo de investimento. Veja a seguir:

Como investir em ouro

Existem algumas maneiras de investir em ouro. As formas mais recomendadas para fazer o investimento são através dos contratos futuros, dos fundos de investimento ou do ouro físico em barras. No entanto, há ainda outras formas não aconselhadas de investir, como a compra de joias em ouro e o mercado informal do ouro.

Contratos futuros

Através de instituição financeira cadastrada no Mercado BM&F Bovespa, seja um banco ou corretora de valores, são negociados contratos fracionários de 0,225 até 10g, ou contratos cheios de 250 g de ouro fino. No momento da negociação é estabelecido o preço, cujo pagamento será efetivado na data do vencimento.

Fundos de investimento

Essa é a opção mais simples de investimento em ouro. Com os fundos de investimento, o investidor paga, além do investimento mínimo, uma taxa de administração anual em torno de 1% a 1,5% e passa a ter um gestor profissional para gerir o ativo.

Ouro físico em barras

Para comprar ouro físico é necessário cadastrar-se em uma instituição financeira que faça a comercialização do produto. É preciso, ainda, financiar a custódia do ouro em um banco custodiante através do pagamento mensal de taxas que variam de 0,07% a 0,15%. Existem, também, distribuidoras que negociam o metal, no entanto, exige uma custódia sem a segurança de uma instituição financeira, logo, essa é uma opção que envolve mais riscos.

Perfil do investidor

Devido à volatilidade do ativo, o ideal é que o investidor tenha boa experiência e saiba lidar com as nuances do investimento. Para resultados a curto e médio prazo, é necessário muito conhecimento do mercado financeiro e acompanhamento diário das cotações, por parte do investidor.

Já para investimentos em longo prazo, o ideal é que o investidor objetive proteger seu capital das instabilidades econômicas. Assim, a ideia é comprar quando a economia estiver estabilizada, ocasião em que a demanda cai e o preço também.

Vantagens e desvantagens

A tendência de alta rentabilidade do ouro estimula o investidor e representa uma das principais vantagens do investimento que, em 2012, foi o mais rentável. Por outro lado, a liquidez do ouro no mercado, principalmente em momentos de crise e pressão inflacionária, é uma forte razão para investir nesse tipo de ativo. Afinal, o investimento em ouro é considerado um porto seguro. Porém, quando se trata de ouro físico, essa liquidez diminui consideravelmente.

Além disso, esse tipo de negociação é isenta de imposto de renda para investimentos menores do que R$20.000,00 (vinte mil reais), assim como ocorre com a tributação do imposto de renda em ações.

Contudo, não se pode esquecer de que todo investimento envolve riscos. Nesse caso, o investimento em ouro apresenta como principal risco a alta volatilidade do ativo. O preço do ouro muda constantemente, logo, investir de forma especulativa pode ser um passo de alto risco.

Assim, também, o preço do ouro está sujeito a diversos fatores econômicos e políticos do país, que podem comprometer a segurança do investimento. E você, o que achou desse tipo de investimento? Compartilhe conosco sua opinião, deixe seu comentário!