Como identificar e eliminar gastos extras?

Como identificar e eliminar gastos extras?

Atitude saudável em qualquer época, identificar e eliminar gastos extras é dar um importante passo em direção ao equilíbrio do orçamento. Consumir de acordo com um planejamento e possuir clara visão de como manter as finanças sob controle permitirá a você fazer uma reserva financeira e o auxiliará a não entrar em situações difíceis.

Quer saber como? Leia mais sobre as condutas a serem adotadas na hora de identificar e eliminar gastos extras!

Faça suas compras de maneira organizada

Comece pela lista de compras. Nela, inclua tudo aquilo que estiver faltando: procure não esquecer nenhum item. Isso porque, cada vez que você precisar de algo que ficou fora da lista por esquecimento, terá de voltar ao supermercado ou apelar para a vendinha perto de casa.

Essas saídas dificilmente se limitarão à compra de um único item, já que as prateleiras dos supermercados estão repletas de tentações. No caso das compras na vendinha, além da possibilidade de resultarem em compras supérfluas, ainda sairão mais caras.

Corte os excessos

Tudo aquilo que não for realmente necessário, quando seu objetivo é identificar e eliminar gastos extras, deve ser cortado do orçamento. Comprar comida pronta costuma ser bem mais dispendioso do que prepará-la em casa, então, para muitos, a economia pode começar por aí.

A gasolina utilizada indo várias vezes de carro ao mesmo lugar (ao banco, por exemplo), por conta de assuntos que podem ser resolvidos pelo telefone ou usando a internet, é outro gasto excessivo que pode ser cortado a partir de organização prévia.

Tenha atenção com despesas com cheque especial e cartões de créditos

Em tempos de inflação, os juros e as correções monetárias vão às alturas. O que significa que você deve evitar ao máximo entrar no cheque especial, além de não deixar de quitar o valor de sua fatura do cartão de crédito. Pagar o mínimo do cartão de crédito representará uma despesa altíssima: os juros e as correções que serão aplicados às dívidas contraídas em 2016 devem ultrapassar os 400%, segundo previsões do Banco Central.

Fique atento à conta do celular

Identificar gastos extras exige um amplo olhar sobre as despesas, nada pode ficar de fora. A conta do celular, ou as constantes recargas de créditos feitas no celular pré-pago, podem dar lugar ao uso de aplicativos que permitem o compartilhamento de dados, por exemplo. Se o seu estilo de vida exige muitos telefonemas e sua operadora está cobrando caro por eles, faça valer a portabilidade: leve seu número a uma operadora de telefonia capaz de oferecer melhor custo-benefício.

Preste atenção a possíveis problemas estruturais de sua casa

O pinga-pinga da torneira significa desperdício e uma imensa conta de água no final do mês. Já uma fiação muito antiga e poucas tomadas — e, consequentemente, muitos aparelhos ligados a cada uma delas — representarão contas de luz sempre altas.

Identificar — e eliminar — esses gastos extras é possível: você pode investir em reparos e ver rapidamente o retorno nas contas mensais, que evidenciarão a economia feita.

Consumir de forma consciente é adotar uma postura que vai além da economia: você prezará pelos seus recursos e assumirá o bom hábito de eliminar desperdícios. Comprar apenas aquilo de que realmente necessita resultará em eliminar os gastos extras, economia que pode ser feita sem grandes sacrifícios. E, para essa tomada de atitude correr muito bem, utilizar um aplicativo de gerenciamento das finanças pessoais certamente fará toda a diferença!

Percebeu como eliminar gastos extras pode ser mais fácil do que você pensava? Comente aqui!