16 de fevereiro de 2019

Comece 2014 evitando alguns erros comuns que comprometem as finanças

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

Com 2013 terminando, chega o momento de avaliar o ano que termina e começar a planejar financeiramente o próximo ano. Neste momento é bom estarmos atentos aos erros mais comuns que muitas pessoas cometem e fazem com que, por mais que elas desejem ter uma vida financeira em ordem, elas tenham dificuldades para administrar as finanças sem passarem por grandes sustos.

O controle financeiro é um grande desafio para a grande maioria das pessoas, pois, em geral, o salário acaba ficando curto e as contas, principalmente no início do ano, costumam ser maiores, fazendo com que elas já comecem o ano fazendo muita ginástica para que o dinheiro renda até o fim do mês e atenda às necessidades.

O grande problema é que as pessoas cometem erros que deveriam ser evitados, fazendo com que os pequenos problemas iniciais acabem virando uma bola de neve e se tornem uma grande dor de cabeça.

O primeiro erro começa quando você deixa de reservar parte do seu 13º salário para fazer frente às despesas adicionais, como material escolar, IPTU, IPVA, etc, que sempre aparecem no início de cada ano, gastando todo dinheiro com presentes caros, ou troca de carro desnecessária, apenas para ostentar, ou mesmo roupas e excessos de gastos com aparência pessoal.

Um dos aspectos que mais atrapalham a vida financeira é justamente ter um perfil pessoal que privilegia a aparência, o status e a ostentação, com a compra de artigos caros, como carros, barcos, artigos de pesca esportiva, no caso especialmente dos homens e excesso de produtos e tratamento de beleza, roupas e sapatos, no caso das mulheres.

O grande problema deste perfil é que, se não for controlado, pode causar sérios problemas financeiros, pois muitas vezes estes gastos excessivos e supérfulos acabam fazendo com que se tenha de deixar de pagar contas importantes e vão causar muita dor de cabeça no futuro.

Também é um erro grave o uso do cartão de crédito de forma indevida, com excesso de compras parceladas, que, em geral, contêm juros imbutidos no preço e, principalmente, o não pagamento do valor integral da fatura do cartão.
Quando a situação aperta, muitas pessoas pagam o valor mínimo do cartão de crédito, gerando uma dívida que pode ser tornar rapidamente uma bola de neve, em função dos juros exorbitantes cobrados pelo bancos sobre o saldo devedor e das novas compras e parcelas pendentes, que vão se juntar ao saldo não pago. Portanto só há duas maneiras de não ter problemas com o cartão de crédito: pagar sempre o valor total da fatura ou simplemente não usar.

Outro erro comum que as pessoas cometem é achar que aqueles pequenos gastos com cafezinho ou lanche não vão fazer diferença no orçamento. É justamente o contrário e quando se começa a controlar estes gastos a gente verifica que o dinheiro gasto é bastante significativo e pode fazer a diferença no fim do mês.

E por último e, talvez, o maior dos erros, é não ter nenhum tipo de controle financeiro e sequer saber para onde está indo o seu dinheiro. Gastos supérfulos, compras por impulso, mau uso do cartão de crédito e descontrole com pequenos gastos, podem ser superados quando você começa a fazer o seu orçamento e controlar suas despesas e passa a ter noção de onde o seu dinheiro está indo. Quando não se tem nenhum tipo de controle isto fica impossível.

Por isto, comece a se controlar agora mesmo! Nos artigos (5 sites de controle financeiro pessoal online) e (5 planilhas financeiras gratuitas) você encontra ótimas dicas de ferramentas para iniciar o controle de suas finanças. Então não espere mais. Inicie 2014 no controle de suas finanças!

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.
2 Comentários

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *