18 de novembro de 2018

Cantores que ficaram na história e que estariam gerando bastante dinheiro

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

cantores-que-ficaram-na-historia-e-que-estariam-gerando-bastante-dinheiro

De vez em quando você tem a impressão de escutar uma música e não acreditar que o autor dela morreu? Essa impressão é comum e ocorre porque tamanho é o alcance de sua voz e suas músicas. A sensação pode ser estranha, mas fato é que seus trabalhos continuam sendo consumidos e festejados mesmo após o falecimento. O resultado é um retorno financeiro estimado em milhões de dólares.

A indústria da música imortaliza os seus nomes, fazendo com que suas músicas sejam eternas. Confira alguns cantores marcados na história, e que se fossem vivos ainda estariam gerando muito dinheiro:

Michael Jackson

Não tem como começar esta lista sem mencionar o Rei do Pop. Falecido no ano de 2009, sua presença na música é tão forte que a cada ano os responsáveis pelo seu espólio lançam um single como inédita. Desde então estas música chegam ao topo nas principais revistas como a mais tocada. Para se ter uma ideia, no ano de 2016 ele bateu o recorde de ganhos anuais de uma celebridade, um montante estimado em US$ 825 milhões. Muito mais que um cantor ainda em atividade e mais do que ele conseguiu nos áureos tempos de sua carreira.

John Lennon

Alguns cantores entraram na história pela revolução que fizeram no cenário musical. Um destes é John Lennon, integrante da lendária banda inglesa The Beatles. Profissionais da indústria costumam dizer que existia um tipo de se fazer música antes e outro depois dos britânicos, uma revolução definitiva na história da música. Lennon foi assassinado em 1980, mas nunca saiu do topo, ganhando ainda milhões. Há alguns anos suas canções foram relançadas e um jogo de videogame foi licenciado em seu nome.

Bob Marley

Em tempos de ativismo político, se estivesse vivo, Bob Marley seria um grande comunicador através de sua música. Ele é uma lenda do Reggae Music e seu principal difusor pelo mundo, suas letras eram repletas de discurso político e desejos de uma vida com paz e amor. Mesmo com seu falecimento em 1981, nas últimas duas décadas 75 milhões de discos do cantor foram vendidos. Sua voz, o seu poder e sua influencia estão entre nós até hoje.

Elvis Presley

Podem ser as visitas turísticas à mansão Graceland em Memphis onde ele morou ou mesmo o espetáculo Viva Elvis, apresentado pelo Cirque Du Soleil em Las Vegas, Elvis Presley não morreu e nunca vai morrer. Ele arrecada ainda hoje, quase 40 anos de sua morte, cerca de 60 milhões de dólares. Se vivo, o Rei do Rock ainda geraria uma montanha de dinheiro, não só pela música, mas através dos seus mais de 200 produtos licenciados.

David Bowie

A influência do cantor britânico, falecido no início de 2016, traz influencias diretas e indiretas para a música, fazendo com que seu nome renda ainda bons milhões. As músicas de Bowie entraram para uma esfera cultural, quase que folclórica. Personagens recorrentes de suas músicas como Major Tom extrapolaram as barreiras de sua carreira e foi parar nas músicas de outros cantores. Seu sucesso póstumo rendeu mais de US$ 10,5 milhões, bandas de sucesso são mergulhadas nos trabalhos de bowie e existem porque Bowie existiu. Seu valor é inestimável.

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *