Abertura de capital de empresa

Abertura de capital de empresa

A abertura de capital é um importante passo para muitos empreendedores. Não é mais uma exclusividade de grandes corporações, hoje em dia companhias de pequeno e médio porte podem abrir suas portas para o mercado de ações — processo esse que quando bem planejado, pode trazer novas e amplas oportunidades de crescimento para um negócio.

Por isso, neste post vamos mostrar quais as diferenças organizacionais de uma empresa de capital aberto e quais pré-requisitos um negócio precisa ter para começar a pensar em participar da bolsa de valores. Confira!

Pensando na capitalização: uma decisão estratégica

Uma empresa de pequeno e médio porte que tenha uma posição estável no mercado e uma boa penetração junto aos consumidores está no começo do caminho que leva à abertura de capital. Entretanto, muitos outros aspectos devem ser levados em conta ao pensar neste processo, entre eles:

  • a empresa possui solidez suficiente para lidar com as oscilações do mercado de ações?

  • o crescimento planejado e a expansão desejada podem ser obtidos de outra forma?

  • a companhia está preparada para mudar vários aspectos de sua gestão interna, assim como fatores de sua cultura organizacional?

A capitalização é um processo extremamente complexo e demorado, podendo durar vários anos e sujeitar uma empresa a várias mudanças internas — algumas delas inesperadas. Portanto, esse não é um passo que deve ser tomado de maneira leviana ou descuidada.

Preparando-se para a abertura de capital

A seguir, delineamos algumas estratégias e fatores que devem ser levados em conta na hora de levar uma empresa ao mercado de ações:

  • Comece a reestruturação organizacional da empresa antes da Oferta Pública Inicial (IPO). A venda de participação a um fundo de private equity pode ser útil para uma injeção de capital e para o remanejamento da gestão da empresa. As aberturas de capital bem-sucedidas normalmente são feitas por companhias que adotam novos modelos de gestão e processos de controle 24 a 36 meses antes da IPO;

  • Monte um time especializado para esta transição, pensando sempre em profissionais com vivência de mercado. Tenha uma equipe preparada para lidar com o novo fluxo de capital, com as demandas de um mercado maior e com as exigências de investidores;

  • Prepare-se para dar graus de transparência antes impensados à sua empresa, pois lembre-se que BM&F é exigente e segue duros códigos de ética financeira. Informações antes sigilosas de sua organização interna provavelmente terão de ser levadas a público;

  • Timing: existe um momento certo para fazer a IPO e este depende de inúmeros fatores como o otimismo geral dos investidores e o cenário econômico nacional e internacional. Tenha uma equipe pronta para vislumbrar e aproveitar esta janela de oportunidade.

Empresa capitalizada

Dezenas de empresas passam pelo rigoroso processo de abertura de capital em prol de um horizonte financeiro mais dinâmico e amplo. Companhias que se preparam adequadamente para esse processo conseguem expandir seus negócios rapidamente e avançam novos degraus rumo à estabilidade financeira e ao domínio de seus nichos.

Porém, você deve se lembrar que esse é um processo caro e complexo e que transformará irreversivelmente a estrutura interna de sua empresa. Além disso, as constantes variações do mercado de ações podem ser bastante perigosas para uma organização que não tenha um time preparado para as intempéries.

Nestes casos é sempre bom consultar um especialista no assunto e pedir o feedback de outros empresários que já passaram por isto.

Até a próxima!