A diferença entre poupar e dever R$100,00

Acabo de receber este email abaixo em destaque de meu querido pai, seguido com a seguinte pergunta: “E aí meu pequeno economista, o que você me diz a respeito disso? Bom, primeiramente gostaria de dizer que não sei quem escreveu este texto abaixo e nem conheço o autor da pesquisa. Portanto não me responsabilizo pelos cálculos, porém fiz uma conta rápida e me parece que os valores conferem. **“ **Se um correntista tivesse depositado R$ 100,00 (Cem Reais) na poupança em qualquer banco, no dia 1º de julho de 1994 (data de lançamento do Real), teria hoje na conta a **fantástica quantia de R$ 374,00** (Trezentos e Setenta e Quatro Reais). Se esse mesmo correntista tivesse sacado R$ 100,00 (Cem Reais) no Cheque Especial, na mesma data, teria hoje **uma pequena dívida de R$139.259,00 **(Cento e Trinta e Nove Mil e Duzentos Cinqüenta e Nove Reais), no mesmo banco. Ou seja: com R$ 100,00 do Cheque Especial, ele ficaria devendo oito (8) Carros Populares, e com o da poupança, conseguiria comprar apenas três (3) pneus. Não é à toa que o Bradesco teve quase R$ 2.000.000.000 (Dois Bilhões de Reais) de lucro liquido somente no 1º semestre, seguido de perto do Itaú e etc... Dá para comprar outro banco por semestre! E os juros exorbitantes dos cartões de crédito? VISA cobra 10,40 % ao mês CREDICARD cobra 11,40 % ao Mês. Em contrapartida a POUPANÇA oferece 0,62 % ao mês. Campanha pela Reforma Tributária e Financeira no Brasil, já! **"**

Pesquisei mais alguns dados. Por exemplo as cotações da Petrobras S/A. (PETR4) no período.

Com R$ 100,00, em julho de 1994, você compraria 105 ações da companhia, que na época estava sendo cotada a R$ 0.95. Embora neste período de 16 anos e meio a empresa fez uns 3 desdobramentos de ações (que pude me informar), então hoje em dia teríamos mais ou menos a incrível quantia de R$ 3.000,00 (Três Mil Reais), excluindo do cálculo os dividendos e juros sobre capital que supostamente a empresa tenha pago no período.

Considero uma ótima quantia de dinheiro nos dias de hoje, mas quem aqui estava pensando em comprar 105 ações da Petrobras em 1994?

Se a educação financeira no Brasil ainda está anos luz do ideal, podemos imaginar a real situação naquela época. A classe média esta crescendo rapidamente hoje, e a classe C esta aumentado dia a dia, e com mais dinheiro no bolso dificilmente a população vai se preocupar com educação financeira.

Estão todos muito ocupados no momento, pensando em que carro vai comprar no próximo ano, quantos quilos engordaram, qual o próximo lançamento da gigante Apple, se o seu time de futebol ganhou ou perdeu a partida do final de semana anterior, entre outras preocupações que não agregam valor algum.

QUE PENA !!

Um forte abraço a todos e até a próxima.

Artigo original do Finanças Forever