24 de março de 2017

7 problemas que poderiam comprometer a recuperação global

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!















Estamos vendo e lendo muito sobre a atual crise financeira mundial. O sofrimento que vem atingindo muitos cidadãos americanos e europeus. Embora alguns países europeus estão lutando com suas finanças públicas em geral, especialmente Grécia e Portugal, as economias estão mostrando que voltaram para o caminho do crescimento. Apesar de ser inicialmente um  crescimento tímido, os problemas permanecem e atrapalham a tão sonhada recuperação.


Tal recuperação, que, em seu poder e seu impacto, especialmente no seu impacto na criação de empregos.

Dadas as armadilhas potenciais de crescimento que ainda é fraco, é importante estar ciente dos impactos negativos sobre o crescimento e as condições que podem causar. É por isso que eu gostei da lista dos sete problemas que podem prejudicar a recuperação econômica global. Não que eu tenha “gostado” dos problemas em si, mas os que são mencionados e explicados em um artigo que li recentemente no Yahoo! Finance [1], que são:
1º. A alta dos preços das matérias-primas (commodities).

2º. Continua falta de confiança dos consumidores (Europa e EUA).

3º. O fim de grandes gastos do Fed (governo americano).

4º. A atual situação do mercado imobiliário.

5º. A taxa de desemprego (Europa e EUA).

6º. As dificuldades da dívida pública na Europa. Em especial na Espanha.

7º. Um grande revés no Japão.

Todos estes itens são considerados impactos negativos e estão sendo e sempre serão importantes para ver como eles se desenvolvem nos próximos meses. Embora, como afirmei nestas páginas, espero que o primeiro item seja solucionado mais rapidamente possível, através de outras inovadas alternativas de combustível. Pois acredito que somos muito dependentes do petróleo. Leiam mais aqui sobre o fim do petróleo.
Espero que os governos europeus continuem buscando novas saídas para seu deficitário público. Evitando gastar mais dinheiro, evitando injetar ainda mais “money” e assim inflacionando os preços, desperdiçando seu tempo e dinheiro, já que assim mais prejudica do que ajuda o estado da economia de cada país.


Opine, palpite, deixe seu recado nos comentários.
Um forte abraço a todos e até amanhã, com um novo post, onde vou contar alguns detalhes da minha vida financeira….Aguardem!


Sigam me no Twitter: @everton_ric

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *