17 de junho de 2019

6 dicas para controlar seu impulso na hora de gastar

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

dicas-para-controlar-seu-impulso-na-hora-de-gastar

Nada mais satisfatório do que os boletos pagos no fim do mês, certo? Pois é. A grana tá curta, e para cumprir as nossas obrigações, precisamos abdicar de algumas ‘tentações’ no nosso dia a dia. Não necessariamente é um vestido, um tênis ou algo de valor mais razoável, mas pode ser aquela vontade de pedir comida pelo smartphone mesmo sabendo que não tem muito dinheiro sobrando, por exemplo.

Seja na vitrine de uma loja ou mesmo no conforto da nossa casa, somos bombardeados por um desejo incontrolável: gastar. E não se engane: aqueles gastos que parecem ‘inofensivos’ também fazem muita diferença. Mas para o seu orçamento não ficar comprometido, nós vamos te ensinar seis dicas de como controlar o seu impulso na hora de gastar.

Descubra o que te faz gastar muito

A impulsividade na hora de gastar quase sempre está atrelada a fatores emocionais. Às vezes você está triste por um motivo pessoal, ou com uma alta carga de estresse do trabalho, e compra algo como uma forma de se sentir melhor. Diagnosticar que essa vulnerabilidade é o que te faz gastar mais do que deve vai fazer você pensar duas vezes quando se sentir desta forma.

Priorize um objetivo maior

É muito mais fácil não gastar por impulso se você tem um objetivo maior para o seu dinheiro. Pode ser aquela viagem de fim de ano que você não faz há muito tempo, ou mesmo a festa do seu casamento. Comprometer-se com algo evita gastos desnecessários e destina-os para a realização de um sonho.

Não compre imediatamente

Basicamente é o tempo para você pensar: “eu realmente preciso disso?”. Às vezes você se sente tentado a comprar algo, mas no dia seguinte conclui que nem faria tanto uso dele. Quanto mais você conseguir esperar, melhor. Pode ser o suficiente até para achar mais barato em outro lugar.

Que tal sair sem cartões?

Vai dar aquele rolê no shopping? Que tal dar essa volta sem os cartões de crédito e débito, levando apenas um dinheirinho que atenda as necessidades? A lógica é simples: você só compra impulsivamente se tiver de onde tirar. E uma compra impulsiva no cartão é tiro no pé, especialmente no crédito, onde os juros são altíssimos.

Promoção? Tô fora!

Liquidação, promoção relâmpago, a última do estoque, parcela em tantas vezes… esqueça essa conversa de vendedores. É uma estratégia de marketing antiga, simples e sempre efetiva, mas você pode resistir. A queima de estoque pode acabar mesmo é queimando o seu orçamento.

Faça o controle dos seus gastos

Seja em uma planilha ou mesmo em um papel, controle tudo o que está saindo do meu bolso. Novamente: os gastos que parecem não fazer diferença são exatamente os que arruínam o orçamento, especialmente pela sua frequência. Para quem é mais adepto da tecnologia, hoje há alguns aplicativos de controle financeiro que adiantam o lado de quem quer controlar as finanças com mais maestria.

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *