21 de outubro de 2017

5 mitos sobre a renda fixa

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

Creative Team Vector Design Illustration

Nos últimos anos, a população brasileira começou a se interessar mais por outros tipos de investimento, além da poupança. Atualmente, temos cerca de três milhões de pessoas investindo em renda fixa e movimentando mais de R$2 trilhões.

Porém, a falta de conhecimento sobre as principais modalidades de investimento faz com que muitas pessoas as deixem de lado. Assim, o dinheiro continua na caderneta de poupança, que está apresentando rendimentos abaixo da inflação, representando a perda do seu poder de compra.

O investimento em renda fixa, por exemplo, pode ser realizado por meio da compra de títulos que pagam uma remuneração previamente definida. Em outras palavras, sempre que um título de renda fixa é vendido, o investidor está emprestando seu dinheiro para o emissor (que pode ser um banco ou o governo), recebendo certa quantia de juros como compensação.

Neste texto, vamos listar 5 mitos sobre a renda fixa, que estão deixando inúmeras pessoas com medo de aplicar seu dinheiro nessa modalidade de investimento.

1. Investir em renda fixa envolve um alto risco financeiro

O primeiro mito sobre a renda fixa que vamos desmascarar está diretamente relacionado com o risco de se investir. Obviamente, todo tipo de investimento tem seu risco, uns maiores e outros menores.

Neste sentido, pode-se afirmar que a renda fixa é uma das opções mais seguras para se investir. O grande risco desse investimento se dá pelo não pagamento, por parte dos emissores dos títulos. Caso sejam títulos públicos, o não pagamento só ocorrerá se o país quebrar. O mesmo ocorre com os títulos privados, que não serão pagos caso os bancos quebrem. Portanto, muitas pessoas consideram a renda fixa como um investimento isento de riscos!

2. Investir altos valores

Muitas pessoas acreditam que é preciso de uma grande quantia financeira para se investir em títulos de renda fixa, mas estão completamente enganados. Com, apenas, R$30,00 é possível comprar um título do Tesouro Direto, por exemplo, e iniciar seus investimentos.

Juntar muito dinheiro para se investir é um dos mitos mais recorrentes em diferentes modalidades de investimento. E, na grande maioria delas, não é preciso.

Existem outras opções que exigem uma quantia financeira maior, como o CDB que se pode começar com R$5 mil. Mas, você tem de concordar que esses valores não são exorbitantes, não é mesmo?

3. É necessário ser especialista

Qualquer pessoa pode investir em renda fixa e aplicar o seu próprio dinheiro. Não é preciso ser um especialista em investimentos ou fazer um curso superior em economia, por exemplo.

Os títulos de renda fixa funcionam de maneira semelhante à poupança, ou seja, você deposita o seu dinheiro e só precisa acompanhar os rendimentos. Porém, existem outras modalidades de investimento, como o mercado de ações, que exige certo conhecimento para obter o sucesso esperado.

4. Optar pelos grandes bancos

Como a renda fixa funciona conforme um empréstimo, é comum encontrar pessoas que acreditam que só se deve investir por meio de grandes bancos. Porém, a rentabilidade desses bancos é inferior a bancos médios e pequenos.

Além disso, é importante lembrar que todo investimento em renda fixa, como CDB, LCI e LCA, são garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito), para investimentos até R$250 mil. Portanto, os riscos são os mesmos, independentemente do banco escolhido.

5. Enriquecer rapidamente

O último mito que destacamos não se restringe apenas à renda fixa. Quase todas as pessoas acreditam que podem enriquecer rapidamente por meio de investimentos, mas não é verdade.

Antes de aplicar o seu dinheiro, verifique as taxas de rentabilidade e tenha ciência do quanto pode lucrar com essa quantia financeira. Não se iluda, pensando que o investimento te deixará milionário da noite para o dia.

Além disso, pode ser interessante contar com uma assessoria de investimentos, capaz de te ajudar a realizar as melhores escolhas e sanar todas as suas dúvidas. Assim, você não será mais afetado pelas falácias do mercado e poderá investir o seu dinheiro sem medo. Pense nisso!

E aí, gostou do nosso artigo? O que achou dos mitos que listamos? Existe algum outro mito que não destacamos? Deixe sua opinião nos comentários e participe do nosso blog.

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *