25 de junho de 2019

5 dicas de como cortar gastos na sua empresa

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

Os clientes não param de chegar, o trabalho vai bem e o faturamento também, mas a empresa anda patinando no financeiro? É hora, então, de sentar e analisar seus gastos. Muitas vezes, descuidamos de detalhes que parecem inofensivos, mas que ao final do período podem provocar um rombo no seu orçamento!

Aliás, cortar gastos desnecessários é uma boa ideia até mesmo para quem está fechando o balanço no azul: afinal, é muito melhor investir na própria empresa esse dinheiro que pode ser economizado do que continuar pagando contas altíssimas, não é mesmo? Mas por onde começar? Siga nossas dicas e enxugue o orçamento do seu negócio!

Manager working on laptop and talking on phone at desk in a large warehouse

Conheça a situação financeira da sua empresa

Em primeiro lugar, antes mesmo de pensar em cortar gastos, é importante ter total domínio sobre o que entra e sai da sua empresa. Contas a pagar, a receber, estoque, pagamentos de funcionários, tudo isso tem que estar bem organizado e discriminado — não só para controle interno, mas também para fins de tributação (mais a frente falaremos disso também). Você pode usar planilhas do Excel, mas um bom sistema de gerenciamento pode facilitar e muito essa gestão, por integrar toda a movimentação da empresa em um só lugar. Há opções para empresas de todos os portes, não deixe de pesquisar!

Reduza as contas de energia elétrica e telefone

Reduzir gastos com energia elétrica, por exemplo, não é só uma questão de saúde financeira da empresa — é também uma questão ambiental. Para economizar, vale a pena pensar em pequenas reformas: ampliar janelas, utilizar insulfilmes mais claros (ou não utilizá-los), retirar impedimentos à circulação de ar que favoreçam a redução da utilização do ar-condicionado, entre outras medidas, podem representar uma economia e tanto no final do mês.

O telefone é outro item que pode ser reduzido. Para isso, aposte em alternativas online (Skype, Viber, WhatsApp) e renegocie seu contrato com a operadora — todas têm planos empresariais e um deles com certeza se encaixará nas suas necessidades.

Corte gastos desnecessários com papel e plástico

Evite as impressões e as cópias desnecessárias. Estimule seus funcionários a trabalharem com documentos digitais, deixando o papel para ser utilizado quando estritamente necessário. Outra modificação interessante no dia a dia é a redução da utilização de descartáveis, como copos de plástico, por exemplo. Que tal uma campanha que incentive os colaboradores a utilizarem copos e canecas reutilizáveis?

Reconsidere o regime de tributação adotado pela empresa

Nem sempre optar pelo regime de tributação mais simples é o melhor negócio. O Simples Nacional é uma ótima opção para quem tem funcionários, por exemplo, já que não há recolhimento direto ao INSS, mas pode não ser para quem trabalha sozinho como pessoa jurídica; assim como o modelo de tributação pelo Lucro Presumido pode deixar de ser interessante se o lucro da empresa é menor que a porcentagem prevista em lei — nesse caso, declarar com base no Lucro Real pode significar pagar menos imposto. É claro que, para rever esse item, você precisa ter todas as contas da empresa sob controle. Mas não deixe de conversar com o seu contador para revisar se o modelo de tributação que você está utilizando é o mais adequado para o momento vivido pela empresa.

Revise a gestão do seu estoque

O estoque pode ser um dos pontos de vazamento de recursos mais importantes em uma empresa. É hora de fazer uma revisão: será que você não está estocando além do necessário? Para gerir melhor o estoque, faça uma análise minuciosa de sua demanda, considerando os períodos de alta e de baixa e a saída de cada um de seus produtos. Manter o estoque no nível mínimo necessário pode significar uma grande economia de recursos.

Ao conhecer as contas da empresa e identificar os locais de “vazamento” de recursos, o gestor passa a estar apto a cortar gastos de forma segura. E é por isso que o controle financeiro é tão importante. E na sua empresa, quais as soluções encontradas para reduzir gastos? Compartilhe conosco através dos comentários!

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *