19 de maio de 2019

4 dicas para não se endividar

Ajude o Finanças Forever a crescer ainda mais. Curta e compartilhe nossa página!

Você sabia que grande parte da população brasileira, mais precisamente quase 40% da população, se encontra endividada? Isto acontece, na maioria dos casos, pela falta de controle e planejamento na hora de comprar aliada ao momento de crise pelo qual o Brasil passa neste ano de 2015. É um erro comprar por impulso, sem estudar antes e sem ter a certeza de que aquilo será realmente essencial para você. É preciso estudar e analisar bem as finanças para evitar que o mês seja longo demais para o seu salário.

No post de hoje vamos dar algumas dicas para que você não faça parte desta população de endividados. Ficou curioso? Então continue com a leitura!

Thinking

Mensure os seus gastos

Você precisa saber quanto você gasta e com o que você gasta. Quais são as suas despesas básicas — como aluguel, alimentação, condomínio, IPTU, luz, água etc.? Quanto você gasta com coisas supérfluas e que podem ser cortadas ou, ao menos, reduzidas — assim como barzinhos, roupas, salão de beleza, etc.? Tenha as respostas para essas perguntas para saber onde é possível economizar e não se endividar.

Faça um controle financeiro

O controle financeiro é essencial para que você não se perca em dívidas, portanto, não abra mão dele. Você pode optar por um controle financeiro através de uma simples planilha, lançando os seus gastos, contas a pagar e capital a receber; ou pode optar por um software que faça esse controle por você, como o Meu Dinheiro, por exemplo, que funciona como um gerenciador financeiro — você agenda contas a pagar, lança dados, organiza o dinheiro que você tem a receber etc., tudo de forma bem fácil e prática.

Tenha muito cuidado com o cartão de crédito

O cartão de crédito te dá a ilusão de que você vai comprar e não se endividar, afinal, as compras podem ser parceladas infinitamente e não pesarão no seu bolso, não é mesmo? Mas é ai que você se engana: comprar no cartão de crédito é o primeiro passo para se endividar. Algumas pessoas compram tanto que chegam a deixar quase o salário inteiro para pagar as dívidas do cartão de crédito e, muitas vezes, com a opção de pagar um valor mínimo da fatura, os juros e mais juros vão deixando a situação cada vez pior.

Portanto, pense muito bem na hora de comprar algo parcelado no cartão e tenha um limite: por exemplo, permita-se pagar apenas R$100 de parcela do cartão ou então compre apenas algo que você terá certeza de que poderá pagar no mês seguinte. O ideal é preferir, sempre que for possível, realizar as suas compras à vista.

Crie o hábito de guardar dinheiro

Um grande erro das pessoas que se endividam é o de não guardar uma parte do salário. Coloque uma meta para si e não deixe de cumpri-la. Por exemplo: se você ganha R$2 mil e suas despesas totais ficam em torno de R$1200, guarde, no mínimo, R$500. Você pode colocar esse dinheiro na poupança como forma de deixá-lo “fora das suas vistas”, para que você não caia na tentação de gastá-lo com coisas que não são necessárias.

O valor que você vai guardar vai variar de acordo com os seus rendimentos e com os seus gastos básicos, mas, independentemente disso, o essencial é guardar alguma parcela, por isso, tenha uma meta mínima e não se permita gastar tudo o que você recebe, a menos que seja por uma emergência.

Se você colocar essas dicas em prática, além de não se endividar, você ainda conseguirá ter uma reserva financeira importante para casos de emergência. Portanto, não deixe de levá-las a sério e comece agora mesmo a se organizar financeiramente. Você já perdeu o controle das suas dívidas alguma vez? Como fez para contornar a situação? Compartilhe a sua experiência através dos comentários!

Gostou disto? Curta nossa página e compartilhe este conteúdo com seus amigos.

Adicionar comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *